Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

Música

De volta aos palcos, Loma e as Gêmeas lançam clipe e marcam shows no Recife

Publicado em: 24/10/2019 11:13 | Atualizado em: 24/10/2019 17:34

Foto: Agência Descarga/Divulgação
Após um período de hiato por motivações judiciais, Loma e as Gêmeas Lacração estão de volta. Na última semana, as pernambucanas lançaram o clipe de Xonadão, que marca o começo de uma nova fase na carreira do trio por diversos motivos. Recentemente, elas saíram da controversa gravadora Start Music para integrar a Produtora X. No começo do mês, Loma, que tem 17 anos, conseguiu a autorização da Justiça para realizar shows. Ela tem dividido a rotina de aulas matinais com ensaios pela tarde.

Em breve, também vão começar uma nova série de shows. Já existem apresentações marcadas no Recife: uma no Clube Metrópole, na Boa Vista, e outra no Espaço Aberto, na Imbiribeira. As datas serão divulgadas em breve, mas devem ser entre o final de outubro e começo de novembro.

Xonadão tem produção de Bevíck, conhecido na cena do funk paulista, enquanto o vídeo tem direção de Mateus Rigola, um jovem do interior de São Paulo. O clipe é ambientado em uma mansão, contando com participação do influenciador pernambucano Lucas Albert. Em sete dias, a produção já alcançou quase três milhões de visualizações no YouTube. “Já tínhamos a música há alguns meses. Lançamos agora, após autorização do nosso empresário. Estamos muito felizes com o resultado. Soubemos que a música está rendendo muito aí no Recife”, diz Loma, que hoje mora em São Paulo.

Foto: Produtora X/Divulgação
Além dos shows no Recife, a adolescente de 17 anos revelou que tem um projeto de lançamentos em série, similar ao que fizeram em 2018. “Vai ser um projeto tipo o do começo, quando lançamos uma música nova nas sextas-feiras. Mas ainda não sabemos qual será o ritmo dos lançamentos”, diz. “Queremos trabalhar mais ainda nesse projeto, será algo ainda mais certo”, acrescenta Mirella, 20 anos.

Em breve, Loma e as Gêmeas também vão divulgar uma música chamada Cabeleireiro, com produção do pernambucano Danny Bala, um dos maiores nomes do brega-funk. Depois, pretendem lançar a faixa Pegadora, que será no “estilo passinho” - batidas mais eletrônicas e aceleradas, feitas para dançar coreografias que viraram febre em Pernambuco e agora ganham o Brasil. "A ideia é que essa música faça sucesso no carnaval de 2020”, diz Mariely.

As gêmeas enfatizam que o novo show será diferente de tudo que o trio já fez. “Sentimos muita falta de fazer shows. Hoje, sabemos que aquilo era muito bom para nós”, diz Mirella. “Amadurecemos bastante, e estamos trabalhando muito para impressionar os fãs. Será um show muito diferente dos antigos, está bem mais profissional”, diz Mariely.

MOTIVOS DO HIATO
Foto: Agência Descarga/Divulgação
Após o sucesso de Envolvimento, hit do carnaval de 2018, Paloma, Mirella e Mariely passaram por momentos complicados. Em julho do ano passado, Loma foi proibida pela Justiça de fazer shows porque não estava matriculada em um colégio. Em setembro, ela recorreu à 5ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo para anular contratos assinados com a Start Music Shows e Eventos Ltda, produtora do funk paulista criada pelo empresário Marcelo Fernandes de Oliveira.

O processo alegava que a gravadora não havia repassado verbas de shows e streaming. Também tinha como objetivo a saída do trio sem multas rescisórias. Em março, MC Loma e as Gêmeas Lacração lançaram a música Malévola, ainda quando esperavam o resultado dos tribunais. “Fomos teimosas com esse lançamento, pois os fãs estavam querendo muito um novo hit do carnaval”, conta Loma.

Em abril, a Start Music chegou a um acordo com as meninas. Nesse período de trégua, lançaram a faixa Ela me usa e abusa, em parceria com o grupo Cálice (composto por Leonne, Cardote, Torricelli e Ducorre). Foi o último lançamento na Start Music, que agora mudou de nome e se chama Los Ponchos. A Produtora X, atualmente responsável pela carreira das pernambucanas, é de um antigo sócio da Start.

Assista ao clipe de Xonadão:


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Primeira Pessoa com Sam Nóbrega
O esforço de Guilherme e a rede de solidariedade que surgiu
Sobre Vidas: Natanael Ramos e Gil Sormany
Salão de Tóquio: Mitsubishi 2020
Grupo Diario de Pernambuco