Performance Coletivo apresenta performance multiartística e experimental no Recife

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 05/09/2019 10:32 Atualizado em: 05/09/2019 11:23

A performance multiartística será realizada por um coletivo, composto por Hassan Santos, João Lin, Greg Vieira e Diogo Andrade. Foto: Chico Ludermir/Divulgação
A performance multiartística será realizada por um coletivo, composto por Hassan Santos, João Lin, Greg Vieira e Diogo Andrade. Foto: Chico Ludermir/Divulgação
 
A apresentação Inconsistências, Acaso e Erro já leva em seu nome o potencial de criação errática e espontânea da arte. A performance multiartística será realizada por um coletivo, composto por Hassan Santos, João Lin, Greg Vieira e Diogo Andrade. Este ano, o grupo já produziu outras duas mostras, que combinam música, artes visuais e performance, tendo como norte o improviso e a intervenção do público. Nesta quinta-feira (5), o projeto Inconsistência, Acaso e Erro ocupa a galeria MauMau, às 20h, na Rua Nicarágua, bairro do Espinheiro.
 
Em um dos salões da galeria, Irma Brown declama textos acompanhada por guitarras, contrabaixo, flauta transversal e voz, que texturizados pelos sintetizadores e marcadas pelo jogo do improviso montam uma performance que pensa as formas diversas e técnicas não hegemônicas de fazer música. A ideia da jam session, é bagunçar a relação do público com o artista, sendo possível uma interação direta entre ambos. “O caráter interativo da performance é a base da experiência”, explica João Lin, um do idealizadores da ação. “Provocamos e incluímos o público na construção da música em tempo real”, completa.
 
O espaço também conta com ilustrações e intervenções que estarão expostas como obras abertas, intituladas pelos artistas de “performances gráfico-sonoras”. Uma delas, consiste em interferir nas notas de dinheiro que recebem como pagamento pelas ilustrações, transformando-as também em arte. O experimento artístico com dinheiro, assim como o restante do projeto, começou em 2017, no Pátio Criativo, tendo sua segunda edição no Iraq Club. 

O projeto conta com projeções do VJ Gabriel Furtado, animadas a partir de desenhos de Greg Vieira, Hassan Santos e João Lin. Com sensibilidade e em interação com o som, as imagens são movidas ao acaso e se modificam e distorcem de acordo com o que é tocado. A programação começa às 20h e a entrada é gratuita.
 
SERVIÇO
Inconsistência, Acaso e Erro
Quando: Quinta-feira (5), 20h
Onde: Galeria MauMau (Rua Nicarágua, 173. Espinheiro)
Quanto: Entrada grátis


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas