Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

VIOLÊNCIA

Camila Mendes, de 'Riverdale', fala sobre abuso sexual que sofreu no começo da faculdade

Por: FolhaPress

Publicado em: 10/09/2019 15:48

Foto: Reprodução/Twitter
 A atriz Camila Mendes, 25, falou sobre um abuso sexual que sofreu logo no início da faculdade, quando foi dopada e abusada sexualmente por uma pessoa. O tema veio à tona depois de ser questionada sobre o motivo de uma de suas tatuagens, "To build a home" ("Para criar um lar"), que tem na região da costela.

"Eu fiz logo após o meu primeiro semestre na faculdade. Eu tive uma experiência muito, muito ruim. Eu fui drogada por uma pessoa que me violentou sexualmente logo em seguida", contou a atriz à última edição da revista Women's Health.

Desde 2017, Camila dá vida a Veronica Lodge na série adolescente "Riverdale" (2017).

Filha de pais brasileiros, Camila contou em suas redes sociais no ano passado que sofria de distúrbios alimentares. Para Mendes, isso ainda é um assunto que ela tem que melhorar ainda mais por se tratar de uma "maldição" em sua vida. 

"Eu só melhorei recentemente. Isso ainda é uma maldição para mim. Não é como se simplesmente fosse embora...Eu precisava de profissionais em que eu confiasse para me explicarem coisas de que não tinha conhecimento", contou a atriz, que sofre de bulimia e tem feito tratamento com uma equipe que conta com nutricionista e terapeutas.

Atualmente Camila busca deixar mensagens em suas redes sociais que levem boas energias para quem acompanha sua carreira. "Eu faço escolhas que são boas para mim -não apenas para o meu corpo, mas também para minha alma e mente. E às vezes essa escolha é comer sorvete porque eu quero comer sorvete", finalizou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Estados Unidos podem ser novo epicentro do vírus
Coronavírus em Pernambuco - resumo de 24/03/2020
Moda: aproveite o tempo em casa para desenvolver seu estilo pessoal
Chefe da ONU pede cessar-fogo imediato e global diante do avanço do coronavírus
Grupo Diario de Pernambuco