Valentina Sampaio 'Quebrei muitas barreiras', diz primeira modelo trans da Victoria's Secret

Por: Ronayre Nunes - Estado de Minas

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 08/08/2019 10:08 Atualizado em:

Miguel Medina/AFP
Miguel Medina/AFP
Com apenas 22 anos, a modelo cearense Valentina Sampaio, ganhou destaque mundial ao conquistar um título e tanto para a carreira. Natural do pequeno município de Aquiraz, Valentina será a primeira modelo transexual a estrelar a campanha Pink, da Victoria's Secret, uma das maiores marcas de lingerie do mundo.

Ser a "primeira", aliás, faz parte do currículo da jovem. Valentina também foi a primeira modelo trans a estampar a capa da revista Vogue Paris, em 2017. A cada conquista pessoal, porém, vê motivos para uma celebração coletiva. "Hoje, nós (transexuais) estamos nas capas de revista, na tevê e também na Victoria's Secret. Então, enxergo como um momento de celebração, porque a diversidade está sendo cada vez mais abraçada e respeitada", diz ao Correio.

O feito de Valentina não é pequeno. Ser escolhida para a campanha a colocou em um rol de estrelas que inclui Gisele Bündchen, Adriana Lima e Alessandra Ambrósio, outras brasileiras que já foram angels da marca. Mas ser a primeira trans nessa lista, em 2019, não é um pouco tarde? De acordo com a modelo, não. "Eu acho que é um processo de evolução. As marcas vêm aprendendo muito sobre a importância de abraçar a diversidade", avalia.

Preconceito
Para a brasileira, sua ascensão está ligada a uma nova era na indústria da moda. O que não significa que ela esteja livre do preconceito. "O preconceito existe em muitas pessoas. É o preço que se paga por ser diferente. Tive de quebrar muitas barreiras para poder conquistar meu espaço", conta.

Como, então, mesmo tão jovem, consegue lidar com a incompreensão, sem apontar o dedo de volta e mantendo o discurso positivo? "Sempre procurei não me deixar abalar e focar na realização dos meus sonhos e objetivos", diz, mostrando a segurança de quem sabe o rumo que quer seguir.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas