Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

Textão

Filho de Maurício de Sousa que inspirou Nimbus publica foto com o namorado e faz 'textão'

Publicado em: 05/08/2019 10:41 | Atualizado em: 05/08/2019 10:50

Mauro Sousa pediu aos seguidores que refletissem sobre seus privilégios. Foto: Reprodução/Instagram

O filho de Maurício de Sousa, Mauro Sousa, que inspirou o personagem Nimbus, da Turma da Mônica, publicou neste domingo (4) em seu Instagram, uma foto onde aparece de mãos dadas com o namorado. Ao lado da imagem, ele escreveu uma mensagem onde reconheceu os privilégios que teve por nascer em uma família com boas condições financeiras, mas questionou os medos que enfrenta pelo fato de ser gay.

 

"Sei que sou privilegiado por usar as roupas que uso, por andar pelos lugares que ando, por trabalhar onde trabalho, por ter estudado onde estudei, por viajar pra onde eu viajo, por morar onde moro. (...) Eu também sei que eu não tenho o privilégio de poder andar livremente de mãos dadas com o meu namorado em qualquer lugar sem sentir medo de ser espancado, sem receber olhares tortos e enojados, sem ter que planejar se poderemos ir àquele estabelecimento e se sequer nos deixarão entrar porque acham inapropriado. Sem ter medo de morrer", escreveu. 

 

Então, ele pediu aos seguidores que refletissem sobre os privilégios que possuem para que pudessem ter empatia com as dificuldades de cada pessoa e, assim, poderem colaborar para um mundo menos desigual. 

 

"O que eu espero é que, aos que lerem este texto e que possuem esses privilégios que não tenho, reflitam se diante dessas situações, estão sendo, no mínimo, empáticos (no sentido mais genuíno da palavra) e se estão sendo cidadãos conscientes e agentes no combate dessas desigualdades. Você, meu seguidor, é um cidadão consciente e agente?", perguntou. 

 

Mauro é o oitavo filho de Maurício de Sousa e é responsável por dirigir espetáculos, parques e eventos da Mauricio de Sousa Produções. Ele assumiu sua homossexualidade à família quando tinha 18 anos.

Ver essa foto no Instagram

Sei que sou privilegiado por usar as roupas que uso, por andar pelos lugares que ando, por trabalhar onde trabalho, por ter estudado onde estudei, por viajar pra onde eu viajo, por morar onde moro. Mas também sei que nem todos têm esses mesmos privilégios e que isso não é justo. Por isso, como qualquer outro cidadão consciente, sei que preciso ser, no mínimo, empático (no sentido mais genuíno da palavra) e que devo agir para combater essas diferenças. Eu também sei que eu não tenho o privilégio de poder andar livremente de mãos dadas com o meu namorado em qualquer lugar sem sentir medo de ser espancado, sem receber olhares tortos e enojados, sem ter que planejar se poderemos ir àquele estabelecimento e se sequer nos deixarão entrar porque acham inapropriado. Sem ter medo de morrer. Então, o que eu espero é que, aos que lerem este texto e que possuem esses privilégios que não tenho, reflitam se diante dessas situações, estão sendo, no mínimo, empáticos (no sentido mais genuíno da palavra) e se estão sendo cidadãos conscientes e agentes no combate dessas desigualdades. Você, meu seguidor, é um cidadão consciente e agente? #pride%uD83C%uDF08

Uma publicação compartilhada por Mauro Sousa (@maurosousa) em

 

TAGS: mauro | sousa | nimbus | filho | mauricio | de | sousa | nimbus | namorado | gay | foto |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Primeira Pessoa com Sam Nóbrega
O esforço de Guilherme e a rede de solidariedade que surgiu
Sobre Vidas: Natanael Ramos e Gil Sormany
Salão de Tóquio: Mitsubishi 2020
Grupo Diario de Pernambuco