ÁFRICA Exposição lança olhar sobre a diversidade da cultura africana

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 12/08/2019 10:57 Atualizado em:

A perspectiva pluridimensional da África e de seus povos é um dos pontos centrais da exposição. Foto: Divulgação
A perspectiva pluridimensional da África e de seus povos é um dos pontos centrais da exposição. Foto: Divulgação
O continente africano é a raiz de diversas expressões culturais do Nordeste brasileiro, como o maracatu e a capoeira. Pensando nesse continente rico em religiões, culturas e povos, o Departamento de Artes, do Centro de Artes e Comunicação – CAC, da Universidade Federal de Pernambuco, em parceria com o Museu da Abolição (Rua Benfica,1150), apresentam a exposição coletiva Culturas Africanas: arte, mitos e tradições, que abre na segunda-feira (12), às 9h.

A exposição é o produto do trabalho de 16 pesquisadores, que produziram um estudo sobre modelagem em argila. “Percebemos que muitas vezes os estereótipos que se fazem, com relação a África e os africanos, são devidos a uma falta de conhecimento e de abertura com relação à riqueza e o potencial da estética africana”, declarou Paulo Lemos de Carvalho, curador da mostra.

Essa é a segunda edição da série de trabalhos. As obras se apresentam como releituras de totens, máscaras, escudos, objetos rituais, de uso lúdico e utilitário. Algumas peças originais de vestuário da nobreza tradicional, também integram a exposição. Para Paulo, os trabalhos são uma ótima oportunidade para conhecer a arte africana, que está espalhada por todo mundo e nos principais museus.

A perspectiva pluridimensional da África e de seus povos é um dos pontos centrais da exposição. “O vasto acervo exposto, apresenta uma riqueza de formas, detalhes, cores e temas, que só foi possível ser produzido a partir do contato prévio com as tradições e expressões dos povos africanos. Assim, ao expor esse material, buscamos possibilitar ao público uma aproximação com esses conteúdos, visando, quem sabe, ampliar a discussão sobre arte, na nossa sociedade tão ocidental”, ressalta Daiane, diretora do Museu da Abolição.

O Museu da Abolição possui mais de 100 peças legítimas da África no seu acervo, muitos deles em exibição na coleção Novos objetos, Novas coleções. A nova exposição, se baseia em uma pesquisa para dar um novo olhar para cultura africana “A exposição, fruto do trabalho coletivo de pesquisa sobre a cultura material dos diversos grupos étnicos africanos, contribui para uma conscientização da potencialidade estética, histórica, artística e cultural presente no continente africano” afirma Daiane.

Serviço:
“CULTURAS AFRICANAS: arte, mitos e tradições"
Quando: Segunda (12), das 9h às 17h 
Onde: Museu da Abolição, R. Benfica, 1150, Madalena, Recife/PE
Quanto: Gratuita


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas