Música Bons Sons traz lançamentos de Ride, Iggy Pop, Thee Oh Sees, Taylor McFerrin e Sheryl Crow

Por: Gabriel Trigueiro

Publicado em: 18/08/2019 08:00 Atualizado em:

Um dos grupos mais queridos do movimento shoegazing e do brit rock (incluindo uma sólida e duradoura base de admiradores no Brasil), o Ride vive uma espécie de segunda existência desde que retomou os trabalhos em 2014, após um “pequeno” hiato de 18 anos. Segundo disco lançado nesta nova fase, This is not a safe place não chega a fazer jus ao seu título (“Esse não é um lugar seguro”). A banda em nenhum momento sai da zona de conforto, optando por uma releitura mais pop e pasteurizada do rock etéreo que a fez despontar em 1990, com o antológico Nowhere.
Mas nem tudo está perdido  no novo lançamento, justiça seja feita. Com um conjunto razoável de melodias, arranjos e letras, como Kill switch, Eternal recurrence, Fifteen minutes e a faixa de abertura, uma música instrumental intitulada com o nome de banda em forma de sigla (R.I.D.E), This is not a safe place não mancha a discografia dos escoceses, ao contrário do que aconteceu com Tarantula, de 1996 - álbum com uma linda capa e um nome interessante, recheado por um conjunto de faixas no mínimo lamentáveis, que foi a gota d’água para o término da banda na época.
Lembrando de Charlatans a Swervedriver (duas referências do rock alternativo das ilhas britânicas), o novo álbum do Ride, lançado na sexta-feira, sinaliza uma evolução que, quem sabe, poderia levar o grupo de volta aos seus tempos áureos após tantos anos. 
 
 
Curtas 

Iggy tem licença para matar 
Aos bem vividos 72 aninhos, o pai da música punk, Iggy Pop, acaba de lançar o single  James Bond, que fará parte do álbum Free. Iggy, que por coincidência se chama James de batismo e viveu o auge dos filmes de Sean Connery, até jogou uma beca para homenagear o 007 no videoclipe da canção. 
 
Durma-se com um mix desse 
Fortemente recomendo Face stabber, do Thee Oh Sees, que mistura tudo o que você já ouviu para fazer um som diferente de qualquer coisa que você já tenha ouvido. 
 
Um cantor em ascenção 
Love’s last chance, de Taylor McFerrin, é um dos principais lançamentos de R&B da semana. Segundo álbum do novaiorquino, o trabalho esbanja bom gosto e evolução.   

Parceria que promete
Tell when it’s over, uma beleza de single gravada em parceria com Chris Stapleton, é um gostinho de Threads, o álbum de Sheryl Crow que será lançado no dia 30.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas