cinema O Rei Leão e Nasce Uma Estrela demonstram força das trilhas sonoras

Por: Adriana Izel - Correio Web

Publicado em: 01/07/2019 10:01 Atualizado em: 01/07/2019 14:09

 (O rei leão é dirigido por Jon Favreau e estreia em 18 de julho no Brasil. Foto: Disney/Divulgação
)

Em 1994, quando a Disney lançou a animação O rei leão, o estúdio talvez não soubesse, mas tinha uma galinha dos ovos de ouro. Além do longa-metragem ter sido a segunda maior bilheteria da época, perdendo apenas para Jurassic Park, a produção atingiu outra marca: a de trilha sonora de filme de animação mais vendida nos Estados Unidos, com mais de 7 milhões de cópias comercializadas, sendo cinco no ano do lançamento.

Com letras escritas por Elton John, Tim Rice e Hans Zimmer, a trilha sonora, composta por 12 faixas disponíveis em um álbum, entre elas Circle of life, até conquistou prêmios, dois deles no Oscar: melhor canção original por Can you feel the love tonight e melhor banda sonora dado a Hans Zimmer. Além de dois no Globo de Ouro e a marca de ter ficado em primeiro lugar na Billboard 2000 por 10 semanas consecutivas.
 
Em busca de números parecidos, com a proximidade do lançamento do live action de O rei leão, dirigido por Jon Favreau e que estreia em 18 de julho no Brasil, a Disney já revelou o setlist completo da nova trilha sonora e a data de lançamento: 11 de julho. Elton John, Tim Rice e Hans Zimmer estão de volta ao projeto, que ganham novos arranjos e novas vozes para as antigas gravações. O trio ainda fez uma faixa inédita, Never too late, interpretada pelo próprio Elton John ao lado de um coral africano, que aparecerá nos créditos finais do filme.

Há uma grande expectativa em torno da trilha sonora. Primeiramente, por conta da nostalgia.
“Mesmo que você não conheça o filme nem o musical, há uma força espiritual nela. Mas se você conhece o filme e cresceu com a música, ela é capaz de evocar instantaneamente a própria história e as emoções e memórias afetivas relacionadas à sua experiência com O rei leão”, afirmou o diretor Favreau em material de divulgação da Disney.

Outro motivo são os nomes envolvidos na interpretação, como Beyoncé, que faz a personagem Nala; e Donald Gloover, que interpreta Simba. Os dois dividem os vocais na nova versão de Can you feel the love tonight, que teve produção de Pharrell Williams, outro grande nome da música pop norte-americana.
 
Em alta
 
Foto: Warner Bros./YouTube
Foto: Warner Bros./YouTube
 
O live action de O rei leão tem chamado atenção para as trilhas sonoras. Mas não é o único. O ano de 2019 tem sido bastante movimentado nesse cenário. A começar pelo sucesso do filme Nasce uma estrela (de outubro de 2018), que, neste ano, conquistou o Oscar de melhor canção original por Shallow, composta por Mark Ronson e Lady Gaga.
 
O álbum da trilha sonora do longa-metragem estreou no ano passado no topo das paradas e segue até agora na liderança de vendas, ultrapassando mais de 6 milhões de cópias vendidas, segundo o site Variety divulgou na última quinta-feira. A canção fez tanto sucesso que, no Brasil, ganhou versões. A oficial foi composta pela cantora sertaneja Paula Fernandes em parceria com Luan Santana e gerou muita polêmica pelo fato da artista ter optado por usar o título da música no meio da canção junto a frases em português em uma sentença que não faz sentido.
 
Também neste ano chegou aos cinemas a versão live action de outro clássico das animações da Disney: Aladdin. Com direção de Guy Ritchie e Will Smith, Naomi Scott e Mena Massoud no elenco, o filme também resgatou a trilha sonora de sucesso do passado. Em 1992 quando a animação foi lançada levou o Oscar de melhor trilha sonora original, que foi dado a Alan Menken, o responsável pelas faixas.
 
Com a mesma estratégia de O rei leão, uma nova trilha sonora foi lançada com a reinterpretação dos clássicos, agora com as vozes do novo elenco. Com 37 faixas, o álbum traz as composições de Alan Menken repaginadas e, como aconteceu nos anos 1990, também com versões comerciais, como a gravação de A whole new world pelos cantores Zayn e Zhavia Ward. Além disso, Naomi Scott, que dá a vida a princesa Jasmine, canta a faixa inédita Speechless.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas