Justiça reconhece espanhol de 43 anos como filho biológico de Julio Iglesias

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 10/07/2019 09:05 Atualizado em:

A decisão é uma vitória para Javier Sánchez Santos, nascido em abril de 1976. Foto: JOSE JORDAN, Ronaldo SCHEMIDT / AFP
A decisão é uma vitória para Javier Sánchez Santos, nascido em abril de 1976. Foto: JOSE JORDAN, Ronaldo SCHEMIDT / AFP
Um tribunal da Espanha anunciou nesta quarta-feira ter determinado que Julio Iglesias é o pai biológico de um espanhol de 43 anos, cuja mãe afirma ter mantido uma relação com o cantor na década de 1970
 
"Um juiz aceita a demanda de um valenciano de 43 anos e declara que Julio Iglesias é seu pai biológico", anunciou no Twitter o tribunal de Valência. O artista pode apresentar um recurso em uma instância de apelação.
 
A decisão é uma vitória para Javier Sánchez Santos, nascido em abril de 1976, que não teve sucesso com uma primeira ação de paternidade, rejeitada em 1999 pelo Tribunal Supremo espanhol.
 
Na decisão, o tribunal de Valência declara que o pai de Sánchez Santos não é quem figura como tal na certidão de nascimento, e sim o "demandado, com todos os pronunciamentos legais inerentes a isto".
 
A mãe do demandante, a ex-dançarina portuguesa Maria Edite, afirmou durante o julgamento que teve um relacionamento de uma semana com Julio Iglesias em julho de 1975 na Catalunha, informou o advogado da família, Fernando Osuna.
 
Considerado o artista de língua espanhola com mais discos vendidos no mundo, quase 300 milhões segundo o livro Guinness dos recordes, Julio Iglesias, de 75 anos, se negou a fazer um teste de DNA e não compareceu ao tribunal.
 
O advogado do cantor, Fernando Falomir, alegou que o caso já havia sido rejeitado anteriormente.
 
Mas o advogado de Javier Sánchez alegou que um novo julgamento era justificável após um exame DNA obtido por um detetive nos Estados Unidos.
 
De acordo com seu relato, o detetive conseguiu se aproximar em Miami do filho do cantor, Julio Iglesias Jr, que "praticava surfe em uma praia", e recolher "uma garrafa de água, lenços de papel e chicletes", dos quais foram retiradas amostras de DNA.
 
O advogado afirma que o resultado do teste genético demonstrou que eram irmãos.
 
O tribunal, no entanto, descartou esta prova em sua análise do caso, por considerar que não tinha valor jurídico.
 
Mas deu razão a Sánchez, ao levar em consideração a recusa do artista a passar pelo exame do DNA, os detalhes apresentados pela mãe e a semelhança física entre os dois homens, de acordo com a sentença.
 
O cantor se casou duas vezes: com a primeira esposa, a espanhola Isabel Preysler, com quem teve três filhos, e com a segunda e atual, a holandesa Miranda Rijnsburger, com quem teve outros cinco herdeiros.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas