Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

chico chico

Filho de Cássia Eller diz que não é seu papel levantar bandeira LGBT

Por: FolhaPress

Publicado em: 19/07/2019 14:10 | Atualizado em: 19/07/2019 15:48

Foto: Arquivo Pessoal
Chico Chico, 25, filho único do ícone da música brasileira Cássia Eller com sua companheira Maria Eugênia, deu entrevista ao canal musical "Papo de Música", apresentado pela jornalista Fabiane Pereira, e disse sobre o peso de carregar bandeiras tão importantes, como a da comunidade LGBT, por conta de sua progenitoras.

Para o cantor e compositor carioca, esse não é o papel dele. Vendo que deve estar lado a lado, apoiando essa população brasileira, Chico Chico diz que este não é seu lugar de fala, uma vez que afirma ser "branco, hétero da zona sul do Rio de Janeiro".

"Não é o meu papel, enquanto homem branco da Zona Sul do Rio de Janeiro, heterossexual, carregar a bandeira LGBT. Não faria sentido isso", completou. Chico Chico diz que sente muito orgulho de ser fruto do amor de duas pessoas LGBT's.

"Sou fruto de um casal LGBT que elas, sim, sem levantar bandeiras, e por opção pessoal delas mesmas, representam uma coisa gigante que eu me orgulho muito. Quer dizer que a gente é uma família, que esse amor existe".

Sendo filho de uma das maiores artistas do país, ele comenta que a pressão de se tornar uma grande estrela da música nacional existe, mas que ele não se preocupa muito com isso. "Não me sinto cobrado. Até porque eu não encaro assim, não é a minha preocupação. Entendo que tem gente que acha isso, mas não é essa a minha preocupação".

As referências musicais que sua mãe lhe apresentou estão com ele até hoje. Chico Chico diz lembrar que Cássia Eller colocou Beatles para tocar na vitrola da casa onde moravam. Depois disso, ele diz lembra de ter ficado vidrado na música da banda britânica.

"Marcou muito o início da minha adolescência e até depois, pois eu sempre escutei muito, até hoje eu escuto. Vou bem a fase de eu descobrir a música. Aprendi a falar em inglês por causa de Beatles, vendo tradução".
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Primeira Pessoa com Sam Nóbrega
O esforço de Guilherme e a rede de solidariedade que surgiu
Sobre Vidas: Natanael Ramos e Gil Sormany
Salão de Tóquio: Mitsubishi 2020
Grupo Diario de Pernambuco