BOLETIM MÉDICO Com boa recuperação, Almir Rouche deve sair da UTI na próxima semana

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 26/07/2019 10:56 Atualizado em: 26/07/2019 11:33

Foto: Blenda Souto Maior/Arquivo DP. (Foto: Blenda Souto Maior/Arquivo DP.)
Foto: Blenda Souto Maior/Arquivo DP.

O cantor Almir Rouche, de 50 anos, continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Joana. Durante uma coletiva de imprensa organizada pela produtora do artista, o médico neurointervencionista Carlos Abath, explicou que Almir está se recuperando de forma rápida e que há expectativa de alta da UTI na próxima semana.

De acordo com Abath, a recuperação está evoluindo de forma positiva. "Almir está tendo uma melhora progressiva, mas ainda apresenta riscos inerentes à hemorragia. Esse risco a cada dia vai diminuindo diante da evolução favorável que ele vem demonstrando", disse o médico. Com relação à alta médica, a previsão é de permanência na UTI até a próxima semana. "A previsão é de que ele permaneça na UTI até a próxima semana, indo para o quarto e receba alta hospitalar na semana seguinte", disse.

Almir Rouche está consciente, conversa e recebe visitas. "O quadro de Almir está evoluindo bastante. Ontem estava brincando com as enfermeiras, sorrindo e dizendo que quer fazer logo show. Ainda não anda por recomendação médica, mas está sem sequela, graças a Deus. Almir se cuida muito. Acorda cedo, bate pelada, bastante ativo e sem hipertensão, por isso nos pegou de surpresa", comentou o produtor do cantor pernambucano, Carlos Ferraz. 

SAIBA MAIS

O artista sofreu uma hemorragia cerebral na segunda-feira (22), devido a uma ruptura de aneurisma. Na terça-feira ele passou por uma angiografia cerebral para indicar a causa do aneurisma. "O cateterismo comprovou que ele tinha um aneurisma na parte esquerda do cérebro. Na mesma ocasião foi tratado, colocando micro-molas, fechando e eliminando um risco de um novo sangramento. Com isso, ele foi para a UTI porque a hemorragia pode dar consequência para o paciente até 14 dias após", comentou Abath.

Algumas dessas consequências que estão sendo evitadas durante o internamento na UTI são edema, desorientação, sonolência ou até mesmo déficit neurológico. "Esse não é o caso dele. Mas, por conta dos riscos, ele tem que ficar na UTI para que a gente possam monitorar o quadro neurológico dele e ao mesmo tempo tomando medidas para manter a perfusão cerebral", explicou.

O médico ainda esclareceu que nem sempre o aneurisma apresenta sintoma. "Normalmente, um aneurisma só apresenta sintoma quando é muito volumoso. Mas a maioria são pequenos, então a pessoa passa despercebido, como no caso dele, que só sentiu quando rompeu", esclareceu. O aneurisma pode ser detectado em um exame de ressonância magnética, e pode surgir mesmo em pessoas ativas fisicamente, como o cantor.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas