Apresentação Banda Sinfônica do Recife celebra João Gilberto e a bossa nova

Publicado em: 29/07/2019 19:44 Atualizado em:

Foto: Andréa Rêgo Barros/Prefeitura do Recife
Foto: Andréa Rêgo Barros/Prefeitura do Recife
Para celebrar a vida e a obra de João Gilberto, falecido no último dia 6 de julho, a Banda Sinfônica do Recife interpretará clássicos da bossa nova, na apresentação desta quarta (31), no Teatro de Santa Isabel. O concerto é gratuito, com distribuição de ingressos uma hora antes, na bilheteria do local.

"Vamos clássicos da bossa nova, incluindo a música 'Chega de saudade' (Vinícius de Moraes / Tom Jobim) - que foi uma das que mais fizeram sucesso na interpretação de João Gilberto", informa Nenéu Liberalquino, regente da Banda.

Para o maestro, a bossa é o gênero que mais contribuiu para a evolução da linguagem harmônica da música popular brasileira. "Ao lado de gente como Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Johnny Alf e Carlos Lyra, João Gilberto colaborou para a criação do estilo, com seu jeito próprio de cantar e de tocar violão, com aquela batida peculiar", exalta Liberalquino.

Além da citada "Chega de saudade", o medley inclui as músicas "Manhã de carnaval" (Luiz Bonfá), "Samba de verão" (Marcos Valle - Paulo S. Valle), "Batida diferente" (D. Ferreira – M. Einhorn) e "Influência do jazz", "Canto de Ossanha (Baden Powell – Vinícius de Moraes).

"Esqueceram de mim" e mais Brasil
Como de costume, a Banda Sinfônica do Recife convida o público a viajar pelo universo mágico e divertido do cinema, por meio da música. Na apresentação desta quarta, o conjunto apresenta "Selections from Home Alone", escrita pelo maestro John Williams, especialmente para o filme norte-americano "Home alone". Estrelado pelo então garoto prodígio Macaulay Culkin, a comédia natalina recebeu o título de "Esqueceram de mim", no Brasil.

Lançado em 1978, o álbum duplo "Clube da esquina 2" é considerado uma das grandes obras-primas da MPB. O disco contém canções que unem sons característicos do país e, mais especificamente de Minas Gerais, a toques de jazz, folk, música erudita e hispânica. Desta obra, a Banda Sinfônica interpreta "Maria Maria" (Milton Nascimento - Fernando Brant), que continua a encantar os corações de várias gerações.

Em 2018, o clássico imortalizado na voz de Milton Nascimento ganhou nova interpretação e um videoclipe com participação das atrizes Zezé Motta, Camila Pitanga, Sophie Charlotte, entre outras, numa exaltação à força das mulheres.

Completam o repertório da Banda Sinfônica do Recife, "A festival Prelude" (Alfred Reed), "Pavane for a dead princes" (Maurice Ravel) e a “Abertura da ópera Fidelio - opus 72b", de Ludwig van Beethoven.

SERVIÇO
Concerto da Banda Sinfônica do Recife
Quarta, dia 31 de julho
20h
Teatro de Santa Isabel – Praça da República s/n – Recife (PE)
(81) 3355-3323 / 3355-3324
Entrada gratuita – com retirada de ingressos uma hora antes, na bilheteria do teatro


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas