Música Arraial do Troinha: opção para quem quer curtir brega-funk no São João

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 22/06/2019 10:01 Atualizado em: 22/06/2019 11:56

Foto: YouTube/Reprodução
Foto: YouTube/Reprodução
O pernambucano MC Troia vai acrescentar o brega-funk no roteiro do São João neste ano com show no Clube Bonsucesso, localizado no Alto José do Pinho, Zona Norte, onde será realizado o Arraial do Troinha, a partir das 21h. Sheldon, Danilo Bolado, Japão, Vitinho Polêmico, Reino, Banda Torpedo, Sedutora e Lipinho Dantas também se apresentam no evento. Os DJs Jadson, Fão, Bruno Rangel e Rodrigo completam a programação. O público poderá entrar gratuitamente até a meia-noite. Após isso, os ingressos serão vendidos por R$ 15.

A festa dá continuidade ao enfoque que Troinha está dando no período junino neste ano. No começo o mês, lançou a música Flexionando, uma parceria com Danilo Bolado. A música aposta em uma ousada mistura entre forró e brega-funk, com produção musical de WR. Entre as usuais batidas eletrônicas do ritmo recifense, a sonoridade do trio nordestino (triângulo, zabumba e sanfona) aparecem timidamente no fundo. O refrão ousado é do MC Torugo, que tem feito sucesso no circuito do funk no Rio de Janeiro. 

O clipe foi gravado com a PRO-Rec, uma das principais produtoras do brega-funk. Vários dançarinos e influenciadores digitais participaram das gravações, com destaque para Dani Costa, Vitória Kelly e Tayná Bento. O vídeo contou com o grupo de swingueira Império Swing. As gravações foram realizadas no Alto de Bela Vista, na comunidade do Totó. A direção geral foi de Ítalo Monteiro, com produção de Victor Ronã.

Desde o começo da carreira, Troinha mistura outros gêneros da cultura popular de massa com o brega-funk. No carnaval de 2017, despontou como sensação ao apostar no arrocha, com o CD Arrocha com Troinha. Em 2019, também embarcou na tendência do "passinho dos malokas" e lançou músicas como Encaixada e Tame. Convidou o dançarino Menino da Dança para integrar seu time no palco. E assim ele segue, sempre se atualizando, mas sem deixar o brega de lado. 

“Minha raiz é o brega, e o brega é a música do Recife. Quem não gosta de brega é porque não conhece ou não é daqui. Não adianta lutarem contra, é isso que a gente é, é do brega que o recifense é feito. Quanto mais criticam, mais força a gente tem”, disse Troinha, em entrevista ao Diario de Pernambuco em 2017.

SERVIÇO
Arraial do Troinha
Onde: Clube Bonsucesso (Rua Maragogi, 433/133, Alto José do Pinho)
Quando: domingo, a partir das 21h
Quanto: R$ 15 após a meia-noite


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas