Teatro Peça no Recife aborda universo de travestis, transexuais e transformistas Espetáculo BR-Trans é encenado por Silvero Pereira, conhecido por ter interpretado Elis Miranda na novela A Força do Querer, da Rede Globo

Por: Emannuel Bento - Diario de Pernambuco

Publicado em: 31/01/2019 15:01 Atualizado em:

A montagem já foi apresentada na capital pernambucana no Festival Trema, em 2015. Foto: Henrique Kardozo/Divulgação
A montagem já foi apresentada na capital pernambucana no Festival Trema, em 2015. Foto: Henrique Kardozo/Divulgação

O universo de travestis, transexuais e artistas transformistas brasileiros é a temática da peça BR-trans, que entra em temporada na Caixa Cultural, no Bairro do Recife, desta quinta-feira (31) até 9 de fevereiro - sempre das quintas-feiras aos sábados, às 20h. O espetáculo é idealizado e encenado pelo cearense Silvero Pereira, conhecido por ter interpretado a mulher trans Elis Miranda na novela A força do querer, da Rede Globo. Com direção de Jezebel de Carli, a obra consiste em um monólogo do ator relatando histórias de vida de pessoas do “universo T”, fugindo do óticas estereotipadas.

A montagem, que já foi apresentada na capital pernambucana no Festival Trema, em 2015, é resultado de um processo de pesquisa cênica desenvolvida através do Edital Interações Estéticas 2012 (Minc), que teve como perspectiva o teatro enquanto instrumento capaz de entreter, promover discussão e fomentar a transformação social através da arte. “Saí do Ceará para o Rio Grande do Sul para traçar esse universo T, fazendo relações de convergência e divergência entre as realidades das regiões”, explica Silvero, em entrevista ao Viver.

“Na peça, vou contando todas essas histórias que me envolvi. É um relato pessoal que envolve pessoas que conheci e conversei, cenas que presenciei. Foram seis meses de pesquisa e o espetáculo estreou em 2013.” Durante a narrativa, o ator faz essas trajetórias de forma plural, contrariando o senso comum de que a vida dessa população se reduz à “marginalização, medo e sofrimento”. “Claro que fazemos denúncias, mas também contamos histórias de superação.”

Em Pernambuco, a temática trans na linguagem teatral foi alvo de polêmica devido ao espetáculo O evangelho segundo Jesus - Rainha do céu, retirado das programações do Festival de Inverno de Garanhuns e do Janeiro de Grandes Espetáculos. “Justamente por episódios como esses que acho a temática extremamente necessária. Sofri muito para montar As travestidas, um coletivo de teatro LGBT no Ceará. Hoje, somos respeitados. O processo da Renata de Carvalho (atriz que protagoniza a peça citada) é o mesmo. Ela está pagando um preço para que as gerações futuras não paguem ou paguem menos, para que não precisem passar por esse tipo de coisa”, finaliza Silvero.

SERVIÇO
BR-Trans
Quando: 31 de janeiro a 9 de fevereiro, das quintas aos sábados, às 20h
Onde: Caixa Cultural Recife (Avenida Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife)
Quanto: R$ 30 e R$ 15 (meia), à venda na bilheteria da Caixa Cultural
Informações: (81) 3425-1915


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas