Teatro Peça gratuita conta a história de Lampião nos 80 anos da morte do cangaceiro Espetáculo O Massacre de Angico: A Morte de Lampião será encenado em Serra Talhada

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 24/07/2018 11:51 Atualizado em: 24/07/2018 12:03

No elenco, atores da própria Serra Talhada, mas também do Recife e de Olinda. Foto: Manu/Divulgação
No elenco, atores da própria Serra Talhada, mas também do Recife e de Olinda. Foto: Manu/Divulgação

Há 80 anos, o encontro entre militares do governo de Getúlio Vargas e cangaceiros liderados por Lampião e sua esposa, Maria Bonita, pôs fim à chamada Era do Cangaço no Nordeste. Essa história será contada em detalhes no espetáculo O Massacre de Angico – A Morte de Lampião, entre os dias 25 a 29 de julho, às 20h, na Estação do Forró (antiga Estação Ferroviária), em Serra Talhada, como parte da programação do Tributo a Virgolino - A Celebração do Cangaço - que celebra os 80 anos da morte do cangaceiro. A entrada é franca.

O texto de Anildomá Willans de Souza e a direção de José Pimentel chegará ao público em uma realização da Fundação Cultural Cabras de Lampião, com patrocínio do Governo do Estado de Pernambuco. São 50 atores e 70 figurantes, além de 40 profissionais na equipe técnica e administrativa. No elenco, atores da própria Serra Talhada, mas também do Recife e de Olinda.

A peça conta a história de Lampião no cangaço até o trágico momento de sua morte. Ambientada em cima de uma ribanceira de terra batida, durante uma hora e meia, a encenação acontece, contando com uma trilha sonora. A iluminação é detalhista e há efeitos especiais que são assinados, assim como os cenários, pelo mago da cenografia pernambucana Octávio Catanho (Tibi), parceiro de José Pimentel em todos os seus outros trabalhos.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas