Imobiliário Torres do Cais José Estelita começam a sair do papel

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 18/05/2019 19:13 Atualizado em: 20/05/2019 21:04

Foto: Novo Recife/Divulgação
Foto: Novo Recife/Divulgação

Após anos de impasse, a construtora Moura Dubeux se preparar para dar início, no segundo semestre, à construção do primeiro projeto imobiliário do Cais José Estelita, o Mirante do Cais. No primeiro dos seis lotes do projeto, serão construídas as torres Sul e Norte que terão apartamentos de 230 e 270 metros quadrados, respectivamente, e mais o Parque do Cais, uma torre de imóveis compactos. 

O investimento nas três torres, de R$ 150 milhões, deve render um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 300 milhões, segundo o diretor comercial da Moura Dubeux, Homero Moutinho. Elas fazem parte do Consórcio Novo Recife, bancado pela Moura Dubeux.  A Prefeitura do Recife autorizou a obra que tem como proposta a integração de moradias e espaços comerciais e de lazer públicos na área que era ocupada por galpões abandonados da Rede Ferroviária Federal. 

Após a polêmica contrária ao projeto, esgotada judicialmente, a área que liga a Zona Sul ao Centro do Recife e oferece vista do mar e do Rio Capibaribe, passou a ter o metro quadrado mais elevado que a média da cidade, agregando mais valor ao investimento.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas