legislativo Túlio Gadêlha e Alexandre Frota se encontram em Brasília após polêmica no fim de 2018

Por: José Matheus Santos

Publicado em: 31/01/2019 10:01 Atualizado em: 31/01/2019 10:33

 No final de dezembro do ano passado, Túlio entrou com uma ação contra Frota por suposta prática de xenofobia em publicação no Twitter. Foto: Reprodução/Instagram
No final de dezembro do ano passado, Túlio entrou com uma ação contra Frota por suposta prática de xenofobia em publicação no Twitter. Foto: Reprodução/Instagram
O deputado federal eleito Túlio Gadêlha (PDT-PE) recebeu pedidos de desculpas do colega parlamentar Alexandre Frota (PSL-SP), nesta quinta-feira (31), em Brasília. O pernambucano fez uma publicação no Instagram relatando o acontecimento. No final de dezembro do ano passado, Túlio entrou com uma ação contra Frota por suposta prática de xenofobia em publicação no Twitter. 

Alexandre Frota tomou café da manhã no hotel em que ambos estão hospedados na capital federal. Segundo a publicação, Túlio foi pego de surpresa com o início do diálogo. “Fui surpreendido por um pedido de desculpas de Frota. Estamos em campos opostos mas não precisamos conviver com o ódio”, afirma Gadêlha, no Instagram. Os dois deputados fazem parte de campos políticos opostos, com Frota sendo do mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro (PSL), enquanto Túlio faz oposição ao governo. 

Túlio Gadêlha, Alexandre Frota e os demais 511 deputados federais eleitos em outubro tomam posse nesta sexta-feira (1º) em cerimônia no Congresso Nacional.

RELEMBRE O CASO 
Ao postar, no dia 25 de dezembro, afirmando que 'o Twitter é a rede que mais tem professores, estudiosos, cientistas e lacradores culturais', Frota foi surpreendido por um comentário: 'Também tem ator pornô que não paga a pensão do filho'. De forma pejorativa, respondeu: 'só podia ser de Pernambuco’. A publicação gerou uma repercussão negativa entre os usuários da rede. 

Mayã Frota, 18 anos, move um processo contra o pai que chega a cerca de R$ 60 mil na Justiça. Além do processo, Alexandre Frota foi apontado pelo filho com 'ex-ator pornô e ex-viciado em cocaína', acusado de não pagar a pensão alimentícia requerida e ainda de sugerir abortá-lo. Frota é conhecido por se envolver em discussões e troca de xingamentos com usuários da rede social. 

O artigo 20 da Lei 7.716/1989 prevê pena de dois a cinco anos e multa de eventual prática de crime de preconceito por 'procedência nacional' caso tenha sido cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza. A ação foi encaminhada, por volta das 9h, para a Procuradoria da República de São Paulo, que deve abrir prazo em breve para o deputado eleito Alexandre Frota se manifestar. 

Na época, Túlio disse que ‘xenofobia é crime, agora é com a Justiça’ em direção a Frota. 






Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas