Campanha Marina arrecada R$ 100 mil em 5 dias e bate meta da vaquinha online Na manhã desta segunda, foram mais R$ 10 mil doados

Por: Agência Estado

Publicado em: 23/07/2018 15:00 Atualizado em:

A pré-candidata da Rede à Presidência da República nas eleições de 2018, Marina Silva, conseguiu bater a meta de sua vaquinha online neste domingo (22). Depois de cinco dias, foram arrecadados R$ 100 mil.

Os colaboradores podem doar R$ 20, R$ 50, R$ 100, R$ 200, R$ 500 ou R$ 1.060. Na manhã desta segunda, foram mais R$ 10 mil doados sendo mil do cineasta e colaborador da campanha, Fernando Meirelles, famoso pelo filme "Cidade de Deus". O site disponibiliza o nome, CPF, forma de pagamento e nota de todas as doações.

Segundo o texto do portal, o objetivo desta primeira meta era custear viagens. "Com esse valor, conseguiremos realizar eventos em cinco cidades diferentes, levando as nossas propostas para diversas regiões". Agora a arrecadação de Marina entra em uma segunda fase: a do combate às fake news.

Com R$ 200 mil, a campanha quer produzir vídeos e materiais gráficos. "Precisamos combater mentiras, acusações levianas e notícias falsas", diz o texto. As metas fazem parte da estratégia da campanha para tentar manter constante o número de doações ao longo da campanha. 

"Tem uma coisa muito típica em arrecadação, começa forte e aí vai diminuindo. Nossa ideia é colocar várias pequenas metas, criar fases, e estimular as doações ao longo delas", conta o coordenador financeiro da campanha de Marina, Bazileu Margarido.

A proposta deles com a segunda meta é conseguir uma equipe de monitoramento de fake news, que possa também criar uma estratégia de comunicação para combater as notícias falsas na internet.

O campeão das vaquinhas online entre os pré-candidatos até o momento é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado e preso pela Operação Lava Jato. A arrecadação dele começou antes, em 6 de junho, mas já atingiu R$ 400 mil. Em seguida vem João Amoêdo (Novo), que iniciou a vaquinha em maio e já arrecadou R$ 280 mil.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas