Saúde Polícia do Rio investiga outro caso de morte após cirurgia estética A vítima morava na Dinamarca e veio ao Brasil para visitar parentes e aproveitou para realizar procedimentos estéticos

Por: Agência Estado

Publicado em: 23/07/2018 20:27 Atualizado em:

A modelo Mayara Silva dos Santos, de 24 anos. Foto: Arquivo pessoal
A modelo Mayara Silva dos Santos, de 24 anos. Foto: Arquivo pessoal
Quatro dias após a prisão do médico Denis Furtado, conhecido como Doutor Bumbum e acusado de causar a morte de uma paciente que se submeteu a procedimento estético, a delegacia que investiga esse caso começou, nesta segunda-feira, 23/7, a apurar as circunstâncias de outra morte supostamente ocorrida em função de um procedimento médico estético irregular, realizado por outro profissional. 

Parentes da modelo Mayara Silva dos Santos, de 24 anos, registraram na 16ª DP (Barra da Tijuca) a morte dela, ocorrida três dias após uma cirurgia estética. Mayara fez procedimentos nas coxas e nos glúteos, além de retirar gordura do abdômen. Até as 17h30 desta segunda-feira, 23/7, a polícia não havia informado quem foi a pessoa responsável pela cirurgia nem onde ela ocorreu.

Segundo policiais, Mayara morava na Dinamarca e veio ao Brasil para visitar parentes. Ela aproveitou para realizar procedimentos estéticos, e tinha cirurgia desse tipo marcada para a próxima terça-feira, 24/7. Na semana passada, um amigo convenceu a modelo a fazer a cirurgia em outro lugar, a preço mais barato.

Mayara teria feito a cirurgia na sexta-feira, 20/7, e no sábado, 21/7, sentiu-se mal, enquanto estava com uma amiga. Chegou a ser internada, mas morreu no domingo, 22/7. Seu corpo foi enterrado nesta segunda-feira no cemitério de Inhaúma (zona norte). A Polícia Civil ainda não divulgou outros detalhes sobre esse caso.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas