Afogados Criança de um ano e três meses é encontrada só e trancada em apartamento Menino chorava muito quando a PM chegou ao local

Publicado em: 31/01/2019 10:19 Atualizado em: 31/01/2019 10:33

Criança estava em imóvel sujo e bagunçado. Foto: PMPE
Criança estava em imóvel sujo e bagunçado. Foto: PMPE
Uma criança de um ano e três meses foi encontrada trancada e sozinha dentro de um apartamento de um conjunto habitacional em Afogados, no Recife. Vizinhos denunciaram a situação e a Polícia Militar (PM) entrou no imóvel, na noite de ontem, para resgatar o menino. Quando a PM chegou ao local, a criança chorava muito e estava em meio a colchões sujos jogados no chão. O apartamento estava muito bagunçado. Não se sabe há quanto tempo o menino estava sozinho. O caso de abandono de incapaz e negligência já havia sido denunciado ao Ministério Público de Pernambuco.

A PM encaminhou a denúncia para o Conselho Tutelar da Boa Vista, em regime de plantão na noite de ontem. Segundo Thalles Pitter, conselheiro de plantão, a criança morava com a mãe, que seria dependente de drogas e reeducanda. No apartamento, a polícia encontrou uma tornozeleira quebrada. “Essa não foi a primeira vez que esse caso foi denunciado. O Conselho Tutelar daquela região já havia pedido providências sobre o caso e solicitado a busca e apreensão da criança”, disse.

Thalles afirmou que levará o caso ao Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) para abertura de inquérito por abandono de incapaz. Tanto a mãe, quanto o pai, poderão responder pelo crime. Isso porque, explicou Thalles, o pai mora no mesmo conjunto, mas em outro bloco, e sabia da situação de abandono do filho, mas não tomou providências. Ele queria, inclusive, levar a criança para a casa, mas o Conselho Tutelar decidiu pelo encaminhamento do menino para uma casa de acolhimento. “Essa situação deve agora ser decidida pela justiça. Se ele sabia da situação, foi omisso”, acrescentou Thalles.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas