• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Viagem » Cosmopolita e moderna, Toronto é destino que agrada vários públicos O turismo na cidade bateu recorde no ano passado, com 43,7 milhões de visitantes

Edilson Segundo

Publicação: 15/04/2018 17:35 Atualização:


Nenhuma cidade no mundo tem mais apelidos que Toronto. “The six”, “416”, “Tdot”, “YYZ” e “Drake” são os mais conhecidos pela população local. Não foi à toa que um dos cantores mais famosos da atualidade adotou um deles como nome artístico. O ex-namorado de Rihana, Aubrey Graham, o Drake, nasceu em Toronto e se tornou um dos grandes ídolos do país. Outra curiosidade é que o ano de 2017 foi especial para o Canadá. O país completou 150 anos de confederação. E por isso, o grande centro financeiro de lá, Toronto, investiu pesado em hotéis de luxo, alta gastronomia e roteiros de arte. E obteve resultado. O turismo na cidade bateu um recorde no ano passado, com 43,7 milhões de visitantes para a região, de acordo com o Tourism Toronto. O destino já foi apontado diversas vezes como um dos melhores lugares do mundo para se viver.

A capital da província de Ontário tem 2,8 milhões de habitantes. Mais de 50% dessa população nasceram fora do país, o que pode ser comprovado passeando pelas ruas. Orientais, sul-americanos, indianos e portugueses são vistos aos montes. Uma mistura que faz de Toronto uma cidade única e encantadora. Grande parte trabalha em restaurantes ou é proprietária de um. Por isso, a culinária canadense ganhou tantos temperos internacionais.

Para quem vai visitar a cidade é imperdível o passeio na região de Kensington Market, uma espécie de mercado a céu aberto onde 86 países estão representados por restaurantes. O tradicional sanduíche de carne defumada é encontrado neste local, na casa Caplansky’s, uma das delicatessens familiares mais famosas da localidade. Com estilo retrô, o restaurante é especializado em sanduíches recheados com bacon de carne de vaca, diferente daquele de carne de porco. Além disso, a variedade de mostardas também chama atenção, cada uma mais picante que a outra. O lanche custa, em média, R$ 23. Andando pelas ruas desta região dá até para comprar coxinha de frango e pastel de queijo, numa referência ao Brasil.

Você já provou pipoca gourmet? No Kensington Market tem. Na Toronto Popcorn são oferecidos 45 sabores. Tem para todos os gostos. Doce e salgada. Delícias a perder de vista. Maçã verde, churros, caramelo com sal marinho, cereja, toffee, etc. E o mais legal é que antes de comprar, o cliente pode experimentar qualquer sabor e escolher aquele que mais agradou. Os preços dos pacotes variam de R$ 10 a R$ 125.

Saindo da região central de Toronto, vamos caminhar pelo bairro mais antigo da cidade, o Distillery District. Neste local já funcionou a maior destilaria de uísque do mundo, de 1880. Produziu bebidas por 110 anos até que fechou as portas em 1990. Depois disso, toda a estrutura foi abandonada e tornou-se uma área perigosa, refúgio de dependentes químicos. Em 2002 houve grande investimento no espaço, que acabou transformando a paisagem. O ponto turístico de hoje nem se parece com o retrato de descaso do passado. São 40 lojas, restaurantes, cafeterias e mercados abertos ao público. Pode-se encontrar de tudo lá: roupas, comidas, souvenirs, galerias de arte, cafés e joalherias.

Toronto tem a cara de uma Nova York, só que em tamanho reduzido. Apesar de ser a maior cidade do país, com quase três milhões de habitantes, não tem aquele trânsito caótico nem o empurra-empurra de gente nas ruas, como na Big Apple. Até nos pontos turísticos elas são parecidas. Enquanto NY tem a Times Square, na cidade canadense há a Dundas Square. Cheia de luminosos coloridos e turistas andando de um lado para o outro com sacolas de compras e apontando câmeras e celulares para fazer foto, o local reúne shoppings centers e lojas de grife. É um passeio que vale a pena fazer, principalmente àqueles apaixonados por compras.

Aquário Ripley's
O moderno aquário de Toronto abriga a maior coleção de tubarões da América do Norte. Fica ao lado da CN Tower e é diversão garantida a adultos e crianças. Uma das principais atrações é o túnel de vidro. Uma esteira faz todo o percurso por você. É só subir e aproveitar. Seus únicos trabalhos serão identificar os peixes e fazer fotos. As águas-vivas são outra atração à parte. Uma enorme parede de vidro revela a beleza

Casa Loma
A visita à Casa Loma mostra como um simples sonho pode se tornar em um pesadelo. Em 1911, o milionário Sir Henry Pellatt  decidiu construir em cima de uma colina, com vista para Toronto, um castelo em estilo eduardiano. Com quase 200 mil metros de área, a edificação teve ajuda de 300 homens para ficar em pé e levou três anos para ser erguida. Ao lado da mulher, Lady Mary, Sir Henry desfrutou do sonho por menos de dez anos até que faliu e foi obrigado a deixar a mansão. Os quatro pisos do castelo continuam intactos. Móveis, louças, roupas de cama, objetos de decoração. Tudo está do jeito que foi deixado pelos últimos e únicos donos. O espaço é aberto ao público.

CN Tower
A terceira maior torre do mundo está em Toronto. A CN Tower tem 553 metros de altura e desde 1976, ano em que foi construída, se tornou um dos pontos turísticos mais visitados da cidade. Para os corajosos, é possível fazer um passeio nas alturas pendurado por cabos de aço do lado de fora da torre. O Edge Walk é uma caminhada de 360 graus em torno do topo da edificação, a 365 metros do chão. Lá de cima dá para ver a cidade de Toronto de todos os ângulos. 

Museu Aga Khan
Foram quase 20 anos para o prédio de 10 mil metros quadrados ficar pronto. A edificação foi construída por um dos maiores arquitetos asiáticos vivos: o japonês Fumihiko Maki, ganhador do prêmio Pritzker. O local abriga coleções de arte islâmica, com mais de mil objetos vindos de três continentes ao longo de mais de 10 séculos. Fazem parte da exposição tapetes, peças em cerâmica, manuscritos, além de pinturas e artesanatos.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas