Saúde animal Truques para o pet GOSTAR de remédio Cansado de ser enganado pelo cachorro ou arranhado pelo gato na hora do medicamento? Seus problemas acabaram%u2026 Farmácias agora manipulam ou transformam remédios em petiscos saborosos

Por: Paloma Oliveto - Correio Braziliense

Publicado em: 18/01/2018 13:00 Atualizado em:

Tem tarefa mais difícil que dar remédio para cachorro? Tem, sim: medicar os gatinhos. Só quem já saiu todo arranhado da empreitada (sem conseguir que o pet engolisse o comprimido, diga-se de passagem) conhece essa luta! Existem alguns truques, como enrolar num pedacinho de presunto ou de pão. Mas nossos amados bichinhos aprendem rapidamente a nos enganar. Fingem que tomaram o remédio, que fica guardadinho num canto da boca, esperando só o tutor virar de costas para ser cuspido (e descoberto tempos depois).

Mas, acredite: existe solução! Os medicamentos em forma de drágea (o clássico comprimido), cápsulas e líquido podem passar por remanipulação. Isso significa que o farmacêutico pega o remédio e dá uma nova cara a ele – por exemplo, de bifinho, inclusive com o gosto e o cheiro de carne. Ou, então, transforma as gotinhas em uma deliciosa pasta de frango.  Isso também vale para as receitas médicas que podem ser manipuladas, em vez de compradas prontas.

“Como a grande maioria dos medicamentos tem sabor amargo, os bichinhos conseguem facilmente identificá-los e não os ingerem, deixando-os de lado”, afirma Renata Piazera, farmacêutica e sócia-fundadora da farmácia de manipulação Fórmula Animal. Uma das estratégias usadas por Renata é remanipular os medicamentos em forma de pequenos petiscos, sabor hambúrguer. De acordo com ela, a transformação não interfere na fórmula do medicamento; ela apenas torna o produto mais palatável.

De acordo com a veterinária Gisele Starosky, também é possível manipular os medicamentos em forma de xarope salgado ou doce, pastas comestíveis, géis, biscoitos e sachês com sabor. No caso dos líquidos (inclusive de cápsulas líquidas), ela lembra da importância de verificar se o pet tomou tudo, para não interferir no tratamento. “O que é possível fazer é manipular esses suplementos na forma de xarope com sabor ou até em pastas ou biscoitos palatáveis”, ensina.

Com esses truques, nem os gatos escapam do remédio. “Para gatos, indicamos manipular os medicamentos na forma de pasta oral. A pasta pode ser aplicada diretamente na patinha do animal, e este, ao lambê-la, vai ingerir o medicamento. A pasta pode ser feita com sabores que os gatos mais gostam como salmão, bacalhau e azeitona!”, diz.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas