Notícias, Esporte, Pernambuco, Política, Tecnologia, Vídeos, Fotos, Mundo, Divirta-se

Diario de Pernambuco Assine o Diario Central de assinantes
Pernambuco.com

Recife, 19/OUT/2017

  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Saúde » Outubro Rosa Pet: prevenção salva vidas Cadelas e gatas também podem ter câncer de mama. Prevenção e detecção precoce são a chave do sucesso do tratamento

Paloma Oliveto - Correio Braziliense

Publicação: 06/10/2017 09:18 Atualização: 06/10/2017 09:21

Foto: CB
Foto: CB


Os humanos não são as únicas vítimas de câncer de mama. Os animais também podem sofrer da doença que, inclusive, está crescendo entre eles, devido ao aumento da expectativa de vida. “Assim como acontece com os humanos, é importante que o diagnóstico seja precoce, pois o tratamento se inicia imediatamente e as chances de sucesso aumentam”, afirma a veterinária Karina Mussolino, gerente técnica de clínicas da Petz.

Uma das causas da doença é a suscetibilidade das fêmeas às alterações hormonais. O Conselho Federal de Medicina Veterinária estima incidência de 45% de câncer de mama em cadelas e de 30% em gatas. Os machos podem ser afetados, mas em escala muito menor. “Embora a castração não acabe completamente com os riscos de que o problema se desenvolva, o procedimento é a melhor forma de prevenção, já que diminui consideravelmente as chances desta e de muitas outras complicações ao longo da vida dos pets”, explica a médica.

Outra medida importante de prevenção é a visita semestral ao veterinário. “O check-up pode ajudar no diagnóstico precoce da doença, o que possibilita o melhor resultado do tratamento, maior chance de cura e recuperação”, orienta a veterinária. Ao notar qualquer carocinho ou nódulo, é fundamental  encaminhar o pet ao veterinário.

Caso seja encontrado um tumor maligno, é possível tratá-lo. “Dependendo do tipo do câncer, o tratamento pode ser realizado com cirurgia, radioterapia, quimioterapia ou eletroquimioterapia. Mas a cirurgia e a quimioterapia são os meios de tratamento mais utilizados”, explica a médica veterinária. Apesar de a quimioterapia ter efeitos colaterais nos animais (como náusea, apatia e perda de peso, entre outros), eles são menos intensos do que os sofridos por humanos que passam por esse tratamento.

Fique atento aos seguintes sintomas:
1 – Caroço na região das mamas
2 – Inchaço
3 – Dor
4 – Secreção
5 – Odor desagradável
6 – Feridas
7 – Falta de apetite
 8 – Vômito
9 – Apatia

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.









SIGA

Facebook

Google+

Twitter

Rss

[X Fechar]