Notícias, Esporte, Pernambuco, Política, Tecnologia, Vídeos, Fotos, Mundo, Divirta-se

Diario de Pernambuco Assine o Diario Central de assinantes
Pernambuco.com

Recife, 18/OUT/2017

  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Paquera » Ter cachorro faz parecer mais sexy Pesquisa revelou que 60% dos solteiros acham que tutores de animais são atraentes e os cães são os melhores cupidos

Correio Braziliense

Publicação: 08/03/2017 13:13 Atualização: 08/03/2017 13:41

O %u201Ccrush dos crushes%u201D é aquele que trata o bichinho muito bem, na avaliação dos participantes. Foto: Paula Leon Fotografia/Divulgação
O %u201Ccrush dos crushes%u201D é aquele que trata o bichinho muito bem, na avaliação dos participantes. Foto: Paula Leon Fotografia/Divulgação

Ser sexy é ter um pet. É o que diz um estudo encomendado pela agência de relacionamentos canadense Elite Singles. A enquete revelou que 60% dos solteiros acham que tutores de animais são atraentes. O cão, além de melhor amigo, é melhor cupido. Ele foi considerado o animal que mais dá uma força na hora da paquera por 90% dos 600 entrevistados. Mas não basta sair puxando uma coleira por aí. O “crush dos crushes” é aquele que trata o bichinho muito bem, na avaliação dos participantes.

Mas tudo bem se você não tem um cachorro para chamar de seu. Tutores de gatos também são atraentes, segundo 11% dos solteiros ouvidos na pesquisa.

E atenção aos que acham que um par de óculos escuros vai aumentar o número de matches. Nada disso. Para 68% dos canadenses, o candidato a crush provoca atração extra caso sua foto do perfil inclua um pet. Não é fofo? Além disso, 71% adoram a ideia de escrever sobre o melhor amigo no perfil e 23% consideram “muito importante” que o amor por animais seja mencionado no primeiro encontro virtual.

Mas isso não quer dizer que o cachorro (ou o gato) devem acompanhar o tutor no dia do encontro real. Para 68% dos solteiros, o bichinho poderia distrai-los da intenção real… Por outro lado, 32% admitiram que achariam “charmoso” dar de cara com um focinho na primeira saída.

Se os bichos ajudam no romance, eles também podem atrapalhar. Quase dois terços dos entrevistados disseram que se o pet estiver doente, cancelam o encontro para cuidar do amigão. Cães e gatos podem ser motivo de término para 83% dos solteiros ouvidos no estudo — eles romperiam com alguém que não gostasse de seu cachorro. Além disso, um em cada três pessoas colocariam um ponto final na relação se ocorresse o contrário: o cachorro rejeitasse o crush.  Ao mesmo tempo, apenas 22% dos tutores de gatos fariam o mesmo.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.









SIGA

Facebook

Google+

Twitter

Rss

[X Fechar]