Bicho de estimação Pesquisa revela que quem não tem um pet quer ter Estudo analisou o perfil dos brasileiros que possuem animal de estimação (cães e gatos) e entender quais as barreiras para quem quer ter um

Por: Cristine Gentil - DA

Publicado em: 25/07/2016 13:49 Atualizado em: 25/07/2016 14:04

O Brasil têm, atualmente, 52,2 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos. Foto: Juan Pablo Muños Diaz/Flickr
O Brasil têm, atualmente, 52,2 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos. Foto: Juan Pablo Muños Diaz/Flickr

O Brasil têm, atualmente, 52,2 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos. Dos 65 milhões de domicílios do país, 44,3% contam com pelo menos um cachorro e 17,7% pelo menos um gato, de acordo com dados do IBGE. Feita em parceria com o Centro de Pesquisa Waltham® – a principal autoridade científica em bem-estar e nutrição de pets – e o Professor Doutor Ricardo Dias, docente da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo (USP), a pesquisa do Ibope Inteligência pretendia estudar dois cenários: o perfil dos brasileiros que possuem animal de estimação (cães e gatos) e entender quais as barreiras para quem quer ter um.

Um dos resultados surpreendentes da pesquisa do Ibope mostra a incrível conexão do brasileiro com os bichinhos: todos os entrevistados que não possem um pet, na verdade, querem um – 90% desejam um cão e 20% um gato. O estudo mostrou que 47% dos entrevistados que não possuem pets são casados, têm, em média, 37 anos, 25% moram com filhos de até 9 anos, 57% moram em apartamento e 94% deles já tiveram um animal de estimação antes.

E por que eles não têm? Veja as barreiras mencionadas:

- 30% dizem que quando estão trabalhando, não tem ninguém em casa para cuidar dele
- 27% dizem que não tem as condições adequadas para cuidar do cão/gato como gostaria
- 18% dizem que é muito difícil achar alguém que cuide dele quando não
- 16% dizem que são muito caros para se manter (Médico-Veterinário, alimento…)
- 9% dizem que pets representam um compromisso total por muitos anos

Outros dados da pesquisa:

- 42% dizem que gostariam de encontrar serviços veterinários mais acessíveis
- 31% dizem que gostariam que fosse fácil levar pets em viagens
- 26% dizem que gostariam de encontrar um bom cuidador de animais
- 19% dizem que gostariam de ter acesso a bons hoteizinhos para os pets
- 16% dizem que gostariam que mais estabelecimentos aceitassem os pets

Como foi feita a pesquisa

A pesquisa foi dividida em duas etapas, sendo que a qualitativa foi feita com 13 grupos de discussão em São Paulo, Recife e Porto Alegre. As entrevistas foram realizadas com homens e mulheres a partir de 25 anos, divididos em três grupos: donos de cães, donos de gatos e não possuidores – com intenção de ter um pet nos meses de janeiro e fevereiro de 2015.

A etapa quantitativa tem uma base de 900 entrevistados, sendo 300 donos de cães, 300 donos de gatos e 300 não possuidores – com intenção de ter. As entrevistas foram realizadas com homens e mulheres a partir de 25 anos em São Paulo, Rio de Janeiro, Ribeirão Preto, Porto Alegre, Salvador e Distrito Federal entre os dias 25 de junho a 17 de julho de 2015. A margem de erro da pesquisa é de 6 pontos percentuais por segmento e de 3 pontos percentuais no total da amostra.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas