• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bebê panda gigante é apresentado ao público nos Estados Unidos O pequeno urso, que nasceu em 22 de agosto, não tinha sido visto ao vivo até agora, somente através da 'Panda Cam'. Uma longa fila formou-se

AFP - Agence France-Presse

Publicação: 16/01/2016 16:39 Atualização:

Um longa fila foi formada nos arredores do zoológico para conhecer Bei Bei. foto: AFP / Olivier Douliery
Um longa fila foi formada nos arredores do zoológico para conhecer Bei Bei. foto: AFP / Olivier Douliery

A poucos dias de comemorar cinco meses, Bei Bei, o bebê panda gigante do jardim zoológico de Washington deu neste sábado seus primeiros passos em público - diante de dezenas de pessoas que esperaram pacientemente a abertura das portas.

O urso preto e branco nascido em 22 de agosto não tinha sido visto ao vivo até agora, somente através da "Panda Cam", que permitiu que milhões de pessoas no mundo todo assistissem o ursinho brincando com a mãe, Mei Xiang, ou vissem momento-chave, como quando abriu olhos ou ficou de pé pela primeira vez.

Um longa fila foi formada nos arredores do zoológico, composta por uma legião de pacientes entusiastas do bichinho - muitos deles munidos de gorros, casacos, luvas, óculos e até echarpes com o desenho de Bei Bei.

Para proteger a pequena bola de pelos em seu habitat insonorizado, os visitantes foram divididos em grupos de 50 pessoas que podiam ficar por dez minutos no local de onde podiam vê-lo através de uma barreira de vidro.

Alguns, emocionados, não duvidavam em voltar pra fila de espera para realizar uma ou várias outras visitas.

Os cuidadores têm gradualmente acostumado o bebê panda à presença humana, juntando pequenos grupos de funcionários do jardim zoológico ou os jornalistas no local.

No final de setembro foi visitado pelas primeiras-damas da China, Peng Liyuan, e dos Estados Unidos, Michelle Obama, que revelaram na ocasião o nome do urso: Bei Bei, que em mandarim significa "bonito".

Como seus irmãos Bao Bao e Tai Shan, Bei Bei será enviado para a China quando completar quatro anos. Seus pais, Tian Tian e Mei Xian, permanecerão em Washington pelo menos até 2020, segundo um acordo recentemente assinado.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas