Cinema Marighella, de Wagner Moura, irá estrear no Dia Nacional da Consciência Negra

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 10/06/2019 11:27 Atualizado em:

Wagner Moura levou placa da Rua Marielle Franco, destruída durante as ultimas eleições, para o tapete vermelho do Festival de Berlim. Foto: AFP
Wagner Moura levou placa da Rua Marielle Franco, destruída durante as ultimas eleições, para o tapete vermelho do Festival de Berlim. Foto: AFP

Com direção de Wagner Moura, o filme Marighella, cinebiografia do baiano que ficou conhecido como guerrilheiro na ditadura militar, deve estrear em 20 de novembro, no Dia Nacional da Consciência Negra. O anúncio foi feito em postagens no Twitter pelo jornalista e autor do livro que inspirou o longa, Mário Magalhães, e pelo cineasta pernambucano Kléber Mendonça Filho.

De acordo com a publicação do diretor de Bacurau, Moura anunciou a data durante a exibição do filme no Festival de Cinema de Sydney, na Austrália. A distribuição é da produtora Paris Filmes.

Na semana passada, Wagner Moura declarou em entrevista ao site australiano Daily Telegraph que estava tendo problemas em lançar o filme por conta da tensão política no Brasil. "Eu estava preparado para o filme polarizar as pessoas e para as críticas, mas eu não estava preparado para nossos distribuidores não terem a coragem de lançar o filme", disse, afirmou. Na mesma entrevista, também afirmou  que teme voltar ao Brasil, devido a situação política do país: "Primeira vez na vida, senti que poderia estar em perigo".

O filme, que recupera a memória do baiano que foi símbolo da resistência política contra a ditadura militar (1964-1985), teve recepção calorosa durante sua exibição na sessão de gala 69ª edição do Festival de Berlim, em fevereiro deste ano. O longa-metragem é estrelado por Seu Jorge, Bruno Gagliasso, Humberto Carrão e Adriana Esteves. A produção é da O2 Filmes, a mesma de Cidade de Deus (2003), de Fernando Meirelles, em coprodução com a Globo Filmes e a Downtown Filmes.

Confira a publicação:





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas