teatro Peça teatral biográfica de Glauber Rocha tem nova temporada no Recife

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 31/05/2019 15:49 Atualizado em: 31/05/2019 15:50

Cena da morte de Glauber Rocha. Foto: Divulgação.
Cena da morte de Glauber Rocha. Foto: Divulgação.
Os coletivos Grão Comum e Gota Serena realizam uma curta temporada do espetáculo h(EU)stória - o tempo em transe, que consagra os 80 anos do cineasta Glauber Rocha. As apresentações serão no Teatro SESC Marco Camarotti, no bairro de Santo amaro, neste sábado (1º), às 19h e domingo (2), às 20h. Os ingressos custam R$ 30 e R$ 15 (meia). O espetáculo é interpretado pelos atores: Márcio Fecher e Júnior Aguiar, também responsável pelo roteiro.

O enredo aborda a curta trajetória de vida de Glauber, do nascimento à sua morte, ocorrida de forma abrupta aos 42 anos. A peça transporta o público para o período da história no qual o cineasta viveu, trazendo ao palco a luta política assumida por ele para construir a democracia brasileira e a forma como modernizou a arte, até tudo voltar à estaca zero, com o Golpe de 1964.

A obra apresenta um Glauber humano e profético, discursando suas verdades, que impressionam pela atualidade nas abordagens. Muitas coisas foram escritas a respeito dele, mas quase nunca sua trajetória foi levada ao palco. A partir disso, surgiu a ideia para a produção do espetáculo.

O ator Márcio Fecher interpreta o cineasta baiano ao lado de Júnior Aguiar, e sentiu de perto, o que Glauber experimentou e vivenciou nos anos 60 e 70, ao pisar no mais prestigiado festival de cinema do mundo. Márcio faz parte do elenco do filme Bacurau e esteve na França, ao lado do diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho. Acompanhou na cidade de Cannes, a estreia da nova obra cinematográfica que concorreu à Palma de Ouro.

Glauber Rocha disputou em Cannes em quatro momentos: Em 1964, concorreu pela primeira vez com sua obra-prima Deus e o Diabo na Terra do Sol e não ganhou. O primeiro prêmio recebido foi o da crítica internacional, em 1967, pelo filme Terra em Transe. Depois, em 1969, ganhou o festejado prêmio de melhor direção pelo filme O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro e, por fim, em 1977, o último prêmio especial do Júri pelo curta-metragem Di Cavalcanti.

H(EU)stória já recebeu doze indicações nos Festivais que participou em Pernambuco e ganhou dois prêmios de Melhor Espetáculo (2014 e 2019), Ator (para Júnior Aguiar), Pesquisa e Trilha Sonora (para Juliano Muta, Leonardo Vila Nova e Geraldo Maia).

SERVIÇO
Curta temporada do espetáculo h(EU)stória - o tempo em transe


Onde: Teatro SESC Marco Camarotti (R. Treze de Maio, 455 - Santo Amaro, Recife)
Quando: Sábado (1º), às 19h e Domingo (2) às 20h
Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Informações: 81.99560.5349

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas