cultura Festival São João Sinfônico une popular e erudito no Teatro Luiz Mendonça

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 30/05/2019 19:25 Atualizado em: 30/05/2019 19:29

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Criar uma interação entre a cultura junina e a esfera sinfônica. Esse é o objetivo do Festival São João Sinfônico, iniciativa que acontece nesta sexta (31) e sábado (1), a partir das 14h30, no Teatro Luiz Mendonça, localizado no bairro de Boa Viagem. Com uma programação totalmente dedicada às múltiplas faces da música nordestina, abrangendo atividades como concertos, aulas e bate-papo, o evento vai contar com a participação de nomes consagrados do cenário pernambucano como Silvério Pessoa, Beto Hortis, Júlio César Mendes, Maciel Melo entre outros profissionais da música. Reeditando o concerto São João Sinfônico, promovido em 2017, no Teatro Santa Isabel, em parceria com o Conservatório Pernambucano de Música, a ação tem direção artística de José Renato Accioly, regente da Orquestra de Câmara de Pernambuco, produção de Carla Navarro e conta com o apoio do Funcultura. Os ingressos para o encontro custam R$ 40(inteira) e R$ 20(meia-entrada) e estão à venda na loja Passa Discos e na plataforma Sympla.

Com uma estrutura diferenciada e repaginada com uma dimensão maior, exibindo programas diferentes em cada uma das noites, o festival vai ofertar aos participantes quatro tipos de apresentações, separadas entre dois concertos e duas aulas. A maratona vai contar ainda com um encontro entre estudantes de música e os participantes no Conservatório, para detalhar o processo de criação dos espetáculos. 

“Promover essa interação entre a dança, a poesia e os ritmos que compõem essa cultura junina com o universo da música sinfônica, através instrumentos como violino, clarinete e oboé, é um desafio delicioso. Poder construir um caminho de desmistificar a música junina no ritmo, através da sua diversidade, nas melodias, na poesia do nordestino, e trazê-la para o universo da música clássica, é uma felicidade imensa. Proporcionar ao Recife essa mistura é muito prazeroso”, comentou José Renato Accioly.

INTEGRAÇÃO

O Festival São João Sinfônico aprofunda a sua proposta de mesclar o erudito com o popular ao colocar no mesmo palco, além dos 30 músicos da OCPE e dos forrozeiros – cantores e sanfoneiros – dois outros grupos de música instrumental, o Quarteto de Clarinetes Sopros de PE e o Grupo Instrumental Brasil (GIB). O primeiro toca na noite de estreia, levando para o palco os músicos Isaías Rafael, Jônatas Zacarias, Gabriel Sena e Crisóstomo Santos. O grupo tem um repertório que vai da música de concerto à MPB, com ênfase na música pernambucana. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas