Música Banda Sedutora é bombardeada com críticas por fazer show em ato pró-Bolsonaro Grupo do brega pernambucano publicou nota para esclarecer polêmica: 'O grupo se apresenta em todos os lugares, independente de qualquer situação por estar trabalhando e cumprindo com quem contrata'

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 27/05/2019 13:54 Atualizado em: 27/05/2019 13:55

Foto: Instagram/Divulgação
Foto: Instagram/Divulgação

A Banda Sedutora, conhecida na cena brega pernambucana por sucessos românticos, está sendo bombardeada por críticas nas redes sociais desde a tarde do último domingo (26). O grupo se apresentou em um dos oito trios elétricos presentes na manifestação em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), realizada na Avenida Boa Viagem. Ainda no domingo, a produtora pernambucana Freaks cancelou a participação do grupo na festa Arraial Pop, que será realizada no dia 22 de junho, no Pina. 

"Por motivos do show apoiando o atual governo do presidente, a Banda Sedutora será retirada da nossa line up. Não compactuamos com esse governo e sempre estaremos ao lado do nosso público", diz a nota do selo de eventos, que também anunciou a substituição de Sedutora pela cantora Eduarda Alves, também conhecida por hits do brega.

No Instagram da banda (@bandasedutoraoficial), que é agenciada pela Eclipe Promoções Eventos, é possível encontrar vários comentários de desaprovação pelo show no ato, que reuniu cerca de 80 mil pessoas (de acordo com os organizadores). Alguns dos comentários são de autoria de nomes notórios da noite pernambucana, a exemplo da produtora Maria do Céu, proprietária do Clube Metrópole.

"O que deu na cabeça de vocês pra vocês aceitarem subir naquele trio, em uma manifestação a favor do Bolsonaro. Cantar pra uma galera que em sua maioria, criminaliza o brega!", escreveu o escritor e poeta pernambucano Iandê Albuquerque. "Vocês juram que a elite vai ficar do lado do brega, né? A burguesia marginaliza o brega e aquele lugar não pertence ao movimento. Vocês são uma vergonha. Nojo", diz outro usuário da rede social.

RESPOSTA
Nesta segunda-feira (27), a Banda Sedutora publicou uma nota de esclarecimento sobre a polêmica, afirmando que não fez "show político" e estava apenas "cumprindo um compromisso". O texto afirma que o grupo está sob nova administração, mas teve de cumprir com datas agendadas antes da atual gestão assumir. De acordo com a assessoria, os antigos empresários teriam deixado uma dívida de R$ 500 mil. 

A Sedutora foi fundada em 2012 e, desde então, já teve inúmeras formações. Em 2014, por exemplo, chegou a ter seis formações em um intervalo de oito meses. Atualmente, é composta por Brunessa França e Anninha Souza, que dividem palco com outras vocalistas que fazem participações temporárias no grupo.

Confira a nota na íntegra:

A Banda Sedutora, vem por meio desta nota esclarecer ao público sobre o episódio do último domingo (26), durante ato político em Boa Viagem. A Sedutora vem passando por uma reestruturação financeira, pois a marca foi comprada em 2018 e teve que assumir os "passivos". Esses passivos giram em torno de meio milhão de reai, entre alguns dividas trabalhistas, pendências com fornecedores e outros.

Por isso, a banda isso está cumprindo uma agenda com shows comprados antecipadamente. O contratante coloca onde quiser, então foi a penas mais um compromisso prévio que a band ajá tinha. Não teve nada a ver com as manifestações que ocorrerão na capital pernambucana e muito menospara apoiar qualquer partido que seja. A banda toca por respeito, levando amor ao público.

O grupo tinha compromisso com o contratante de estar no local e realizar o show e foi exatamente o que aconteceu. A banda se apresenta em todos os lugares, independente de qualquer situação por estar trabalhando e cumprindo com quem contrata.

Então, que fique esclarecido que não levantamos bandeiras e até fazemos sim quando a causa é justa, como já realizamos shows gratuitos em prol do público LGBT que a Sedutora tem muito carinho e respeito. Esperamos que esteja tudo esclarecido e mais uma vez reiteramos que a nossa responsabilização é levar alegria, música boa e diversão para o público.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas