música Ronaldinho Gaúcho e Jorge Vercillo gravam música criticando política

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 03/05/2019 18:26 Atualizado em: 03/05/2019 18:30

Intitulada, Garra, a música fala sobre o desvio de verbas públicas. Foto: Reprodução
Intitulada, Garra, a música fala sobre o desvio de verbas públicas. Foto: Reprodução

Ronaldinho Gaúcho e Jorge Vercillo se juntaram para falar de política. Os dois lançaram nesta sexta-feira (3) a música "Garra", que fala sobre o desvio de verbas públicas e faz até uma homenagem a São Jorge.

"Eu, como brasileiro, antes de ser artista, precisava fazer um desabafo do que estou vendo", contou Jorge Vercillo em entrevista à reportagem. "Muita gente pensa parecido comigo e percebe que o foco não está sendo dado ao grande vilão do momento do Brasil, que é o sistema político. A maneira de se fazer politica que está errada, está obsoleta".

Ele diz que o "modus operandi" da política foi definido por pessoas no século passado, mas que continua em vigor, e que isso precisa mudar. "Essas pessoas deram o melhor de si naquela época para formatar o sistema, mas temos obrigação de renovar isso".

A música, segundo ele, é uma chamada ao povo para "arregaçarem as mangas". "Só o povo pode ajudar a mudar e renovar esse sistema político", diz. 

A gravação tem a intenção de mostrar o posicionamento político dele e de Ronaldinho. Para ele, a grande questão não é comprar uma briga de lados políticos e nem condenar um político de esquerda ou de direita. "Essa briga e polarização são infrutíferas. E é isso que virou, com essas discussões na internet".

Vercillo ainda diz que já tinha alguns versos da música antes de apresentá-la a Ronaldinho. Fãs um do outro, eles frequentavam as respectivas casas e faziam saraus juntos. "Uma vez levei um violão para ele e, uma semana depois, ele me deu uma chuteira que a Nike fez para ele", lembra o cantor.

"Surgiu essa ideia de cantarmos algo sobre São Jorge, que é um arquétipo da justiça, um santo que representa e defende o povo. Eu já tinha grande parte dessa música e ele veio com a ideia do rap e outros versos", explica.
 
Confira:
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas