tv Fox renova série Empire sem personagem de Jussie Smollett

Por: Estado de Minas

Publicado em: 02/05/2019 10:03 Atualizado em:

Ator acusado de encenar ataque homofóbico e racista para obter aumento de salário não participará da sexta temporada da série da Fox. Foto: NUCCIO DINUZZO/AFP
Ator acusado de encenar ataque homofóbico e racista para obter aumento de salário não participará da sexta temporada da série da Fox. Foto: NUCCIO DINUZZO/AFP
O canal de televisão norte-americano Fox renovou o contrato da série Empire, confirmando uma sexta temporada do programa. Porém, a empresa disse que não há planos para trazer de volta o personagem interpretado pelo ator Jussie Smollett, que disse ter sido vítima de um crime de ódio em janeiro.

A polícia de Chicago acusou Smollett de inventar o ataque que teria sofrido, mas o ator manteve sua versão e os promotores retiraram as acusações contra ele.

Smollett interpretou o cantor e compositor gay Jamal Lyon na série, que fala sobre uma família envolvida com o negócio do hip-hop. A Fox deixou uma porta aberta para possivelmente trazer Smollett de volta ao estender uma opção sobre seu contrato.

“Por acordo mútuo, o estúdio negociou uma extensão à opção de ter Jussie Smollet na sexta temporada, mas, neste momento, não há planos para o personagem Jamal retornar a Empire”, informou, em nota, a 20th Century Fox TV e a Fox Entertainment.

Smollett, de 36 anos, que é negro e gay, causou confusão ao dizer à polícia no último dia 29 de janeiro que dois supostos apoiadores do presidente Donald Trump o atacaram, colocaram uma corda em seu pescoço e jogaram água sanitária nele, enquanto o agrediam verbalmente com termos racistas e homofóbicos em uma rua de Chicago.

A divulgação do relato da agressão sofrida por Smollett provocou uma enxurrada de mensagens de apoio ao ator – e condenação à violência – por parte de personalidades de Hollywood e do mundo político. Até uma pré-candidata democrata à disputa pela Presidência da República em 2020, a senadora negra Kamala Harris, se manifestou.

Smollett deu entrevistas em programas de TV, recapitulando, com lágrimas nos olhos, o ataque e reafirmando sua disposição em enfrentar o racismo e a homofobia, sem se deixar intimidar pelo episódio.

REVIRAVOLTA 
Depois de semanas de investigação, a polícia de Chicago determinou que Smollett armou o ataque – alegando que ele havia contratado dois irmãos para fingirem a agressão – porque o ator estaria insatisfeito com seu salário na série Empire.

Ele foi acusado em fevereiro de encenar o incidente e apresentar uma falsa denúncia. Smollett chegou a ser detido e foi solto sob fiança. Chicago cobra do ator os custos da investigação, o que ele se nega a fazer. Os promotores do Gabinete da Procuradoria do Condado de Cook retiraram todas as acusações contra Smollett em março. A decisão revoltou a polícia e o presidente Trump, que se referiu ao caso algumas vezes em seu Twitter e chamou o episódio de “uma vergonha” para o país.

A determinação de retirar as denúncias contra o ator também teve impacto na imagem pública da procuradora inicialmente responsável pelo caso. Kim Foxx, que é negra e cuja eleição para o cargo foi vista como um avanço na coibição de abusos policiais contra os negros por parte da força policial de Chicago, se isentou da decisão depois de tornar público que teve contato com um parente do ator. Ainda assim, analistas políticos americanos acham que o episódio poderá prejudicar sua reeleição.

Num outro desdobramento do caso, os irmãos apontados pela polícia como tendo sido contratados por Smollett para perpetrar o falso ataque entraram com processo contra os advogados do ator, no qual pedem  reparação de danos. Eles afirmam que o fato de a defesa de Smollett seguir afirmando que o ataque era real, embora já tenha sido provado que foi uma encenação feita a pedido do ator, prejudica sua imagem e suas carreiras. (Agência Estado)
 
APOIO DO ELENCO
Seis dos principais atores da série divulgaram uma carta aberta em que pedem a volta de Jussie Smollett ao elenco após as reviravoltas na Justiça. Os colegas citam diversas boas ações feitas por Smollett, que é identificado como uma pessoa “amável”. “Agora, mais do que nunca, devemos nos unir como uma família. Uma família está ao nosso lado nos bons e nos maus momentos. Nós entendemos que o programa é um negócio. E que o negócio interessa para nós, também. Estamos confiantes em que os fãs darão as boas-vindas ao nosso Jamal de volta à família Empire de forma tão entusiasmada quanto nós daremos”, afirmaram. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas