LUTO Morre aos 84 anos o ator Seymour Cassel, parceiro de Wes Anderson

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 09/04/2019 16:30 Atualizado em: 09/04/2019 16:45

Foto: Valerie Macon/AFP Photo
Foto: Valerie Macon/AFP Photo

O ator norte-americano Seymour Cassel morreu na segunda-feira (8) aos 84 anos. Conhecido por diversas atuações em filmes de Wes Anderson e John Cassavetes, ele teve complicações com a doença de Alzheimer e teve sua morte confirmada pelo filho, Matt, ao site The Hollywood Reporter. 

Nascido em 22 de janeiro de 1935 em Detroit, Michigan, Cassel começou sua carreira em 1950 como assistente de produção e logo ganhou um papel de figurante no longa Sombras, do diretor John Cassavetes, iniciando uma longa parceria que renderia ainda filmes como Canção da esperança (1961), A morte de um bookmaker chinês (1976), Noite de estreia (1977) e Amantes (1984). 

Ao lado da atriz Gena Rowlands, mulher de Cassavetes, ele ainda trabalhou no longa Assim falou o amor (1971), no papel de um atendente de estacionamento, que Cassavetes, que morreu em 1989, escreveu especialmente para ele.

Cassel foi indicado para o Oscar de melhor ator coadjuvante em 1968, pelo filme Faces, de Cassavetes. Na sequência, ele ainda atuou em outros cinco filmes do diretor, até 1989, quando firmou uma parceria com Wes Anderson. Os dois então trabalharam juntos em Três é demais (1998), Os excêntricos Tenenbaums (2001) e A vida marinha de Steve Zissou (2004).

A fama fez com que Cassel fosse escalado por outros diretores renomados, como Don Siegel (Meu nome é coogan, de 1968), Elia Kazan (O último magnata, de 1976), Sam Peckinpah (Comboio, de 1978), Warren Beatty (Dick Tracy, de 1990) e Adrian Lyne (Proposta indecente, de 1993).

No cinema, seu último trabalho foi Silver Case, de 2015, em que contracena com o ator Eric Roberts. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas