premiação Filme mexicano Roma fatura o Bafta, considerado o 'Oscar britânico'

Por: Estado de Minas

Publicado em: 12/02/2019 08:56 Atualizado em: 12/02/2019 08:58

O mexicano Alfonso Cuarón exibe as estatuetas de melhor filme e diretor, em Londres. Foto: Ben Stall/AFP
O mexicano Alfonso Cuarón exibe as estatuetas de melhor filme e diretor, em Londres. Foto: Ben Stall/AFP
Roma, dirigido por Alfonso Cuarón, ganhou o prêmio de melhor filme na 72ª edição do Bafta, promovido pela Academia Britânica de Cinema e Televisão. A solenidade foi realizada domingo, no Royal Albert Hall, em Londres. Falado em espanhol e rodado em preto e branco, o drama de Cuarón, estrelado pela mexicana Yalitza Aparicio, também levou as estatuetas de melhor diretor, fotografia e longa estrangeiro.

A produção mexicana é forte candidata ao Oscar, no dia 24, para o qual recebeu 10 indicações – entre elas, melhor filme, diretor e roteiro original.

Produzido e exibido pela plataforma de streaming Netflix, Roma conta a história de duas mulheres marcantes na vida de Cuarón: a empregada, de origem indígena, e a mãe, prestes a ser abandonada pelo marido.

Outro forte candidato ao Oscar, A favorita, dirigido pelo grego Yorgos Lanthimos, levou sete prêmios na festa londrina: melhor atriz (Olivia Colman), atriz coadjuvante (Rachel Weisz), maquiagem e penteados, design de produção, roteiro original, figurino e melhor filme britânico.

QUEEN 
Depois de vencer o Globo de Ouro e o prêmio do sindicato dos atores dos EUA, Rami Malek ganhou o Bafta por sua atuação como Fred Mercury em Bohemian rhapsody, longa sobre a trajetória da banda de rock Queen.

Mahershala Ali levou o Bafta na categoria ator coadjuvante por sua atuação em Green Book – O guia. Letitia Wright, a jovem Suri em Pantera Negra, ficou com o Bafta na categoria estrela em ascensão.

Infiltrado na Klan, de Spike Lee, conquistou o prêmio de roteiro adaptado, enquanto Pantera Negra levou a estatueta de efeitos especiais.

Nasce uma estrela levou o prêmio de melhor trilha sonora, recebido por Bradley Cooper, autor da trilha em parceria com Lukas Nelson e Lady Gaga. A cantora e atriz americana não foi a Londres porque participou da festa do Grammy, nos Estados Unidos. Ela e Cooper também estrelaram o remake do drama romântico.

O prêmio de melhor montagem foi para Vice. Homem-Aranha: No aranhaverso levou o Bafta de animação; Free solo foi premiado como melhor documentário; 73 cows, o melhor curta britânico; e Roughhouse,  curta britânico de animação.





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas