Destaque Jornalista do Diario ganha prêmio Gigante Cultural Samuel Calado recebeu o troféu 'A voz jovem', pelo destaque e inovação no trabalho jornalístico realizado nas plataformas digitais do jornal

Por: Gustavo Carvalho - Diario de Pernambuco

Publicado em: 22/12/2018 20:42 Atualizado em: 22/12/2018 21:16

Jornalista foi um dos premiados no evento. Foto: Gustavo Carvalho/Esp.DP
Jornalista foi um dos premiados no evento. Foto: Gustavo Carvalho/Esp.DP

O repórter Samuel Calado, da editoria de Redes Sociais do Diario, recebeu o grande prêmio Gigante Cultural na noite da última quinta-feira (20). O evento, que está na 13º edição, é promovido pelo Homem da Meia-Noite com o objetivo de dar visibilidade às personalidades que defendem e divulgam a cultura popular no estado. O jornalista foi agraciado com o troféu A voz jovem, pelo destaque e inovação no trabalho jornalístico realizado há dois anos nas plataformas digitais do jornal mais antigo em circulação da América Latina. 

O comunicador nasceu em janeiro de 1993 na Zona Norte do Recife, e desde criança sempre esteve envolvido com as questões sociais. De origem humilde, foi o primeiro da família a ingressar em uma universidade pública. A mãe dele, Maria Helena, de 53 anos, sempre disse que o jornalismo esteve presente na vida do rapaz. “Sam é um menino batalhador e esforçado. Ele nunca deixou que as dificuldades vividas dentro de casa abalasse o sonho de ser jornalista. Lembro que ficava em casa falando sozinho como se estivesse apresentando jornal. Ver ele conquistando os sonhos é uma emoção imensa. Sou mãe solteira e as duas coisas mais valiosas que pude dar ao meu filho foi o amor e a educação”, contou a genitora emocionada. 

Presidente Luiz Adolpho, do Homem da Meia-Noite entregando o prêmio ao jornalista Samuel Calado. Foto: Divulgação/Homem da Meia-Noite
Presidente Luiz Adolpho, do Homem da Meia-Noite entregando o prêmio ao jornalista Samuel Calado. Foto: Divulgação/Homem da Meia-Noite
O enfoque para as comunidades e as manifestações populares rendeu a Samuel grande projeção no jornalismo local. Entre as coberturas realizadas por ele, destacam-se a do carnaval das cidades irmãs e do Festival de Quadrilhas Juninas promovido pela Prefeitura do Recife. Entre os entrevistados por ele, estiveram o cantor Alceu Valença, o ex-presidente do Caboclinho Carijós do Recife, Jefferson Nagô (falecido em 2018) e o pai dos bonecos gigantes de Olinda, Silvio Botelho. O diretor social do clube, Thales de Siqueira, contou que Samuel é um jovem que esbanja simpatia e humildade por onde passa. “Ele é uma pessoa que cativa todo mundo. Sempre sorridente e alegre. De forma bem peculiar, consegue passar a notícia com uma linguagem popular e acessível às diversas camadas sociais”, descreveu.   

Premiados do 13ª Gigante Cultural. Foto: Gustavo Carvalho/Esp.DP
Premiados do 13ª Gigante Cultural. Foto: Gustavo Carvalho/Esp.DP
“Fiquei assustado quando chamaram meu nome para receber o troféu”, disse Samuel. “Eu fui convidado pelo presidente para ir prestigiar e fiquei bastante feliz. Vi vários ícones da cultura popular como os cantores Lia de Itamaracá, Lucas dos Prazeres e Cannibal. Gente que eu venero e tenho muito carinho. Quando seu Luiz Adolpho chamou o meu nome e disse que eu tinha recebido o troféu e fiquei surpreso e emocionado. A vida passou como um filme na minha frente. Agradeço imensamente a família que compõe o Homem da Meia-Noite por esse prêmio que não é só meu, mas de todos os jovens de comunidade que sonham em estar onde eu estou”, relatou o profissional que também ganhou o Troféu Abebé de Prata em novembro deste ano. 
 
Leia mais: 
 
 
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas