Música Grupo de Sopros da Orquestra Criança Cidadã leva espírito natalino à Caixa Cultural Recife Apresentação do grupo pretende unir canções temáticas de fim de ano e arranjos de música populares consagradas

Publicado em: 30/11/2018 14:53 Atualizado em: 30/11/2018 15:29

A Orquestra Criança Cidadã dos Meninos do Coque é um projeto social incentivado pelo Ministério da Cultura. Foto: Orquestra Criança Cidadã/Divulgação.
A Orquestra Criança Cidadã dos Meninos do Coque é um projeto social incentivado pelo Ministério da Cultura. Foto: Orquestra Criança Cidadã/Divulgação.
No próximo dia 4, a Caixa Cultural Recife recebe, às 19h30, mais uma apresentação da Temporada 2018 da Orquestra Criança Cidadã, desta vez, com o Grupo de Sopros do projeto social. Regidos pelo professor Josias Felipe, o conjunto, formado por 27 alunos, foca sua apresentação no período natalino, com arranjos especiais. A primeira parte do concerto, porém, traz peças de referência de compositores eruditos para instrumentos de sopros e arranjos de famosas canções populares.
 
O concerto abre com O Tema do filme Missão Impossível, do compositor argentino Lalo Schifrin, com arranjo de Nilson Lopes; a Serenata em mi bemol maior, op. 7, do alemão Richard Strauss, e Anunciação, sucesso de Alceu Valença com arranjo para quinteto de sopros de Carlos Eduardo Amaral, além de Feira de mangaio, de Sivuca e Glória Gadelha, com arranjo também de Nilson Lopes.
 
A sequência da apresentação vem com Jingle bells rock, de Bobbt Helms, em mais um arranjo de Nilson Lopes, seguida de Noite Feliz, de Franz Xavez Gruber e Joseph Mohr, com arranjo de Josias Felipe. Natal branco, de Irving Berlin, e Oh Bela!, de Capiba, finalizam a apresentação. O Grupo de Sopros da Orquestra Criança Cidadã é composto por seis clarinetistas, cinco flautistas, quatro oboístas, dois fagotistas, quatro trompistas, quatro percussionistas e dois contrabaixistas.
 
A Orquestra Criança Cidadã dos Meninos do Coque é um projeto social incentivado pelo Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, e conta com patrocínio master da Caixa Econômica Federal.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas