TV Primeira emissora educativa do Brasil, TV Universitária completa 50 anos Pioneira em teleducação, transmissões esportivas e telejornalismo, canal contará com confraternização com a presença do diretor da TVU, José Mário Austregésilo e o reitor da UFPE, Anísio Brasileiro

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 22/11/2018 08:05 Atualizado em:

Com inauguração em 22 de novembro de 1968, canal serviu como embrião para o sistema brasileiro de comunicação pública. Foto: Reprodução da Internet
Com inauguração em 22 de novembro de 1968, canal serviu como embrião para o sistema brasileiro de comunicação pública. Foto: Reprodução da Internet

Enquanto o mundo atravessava revoluções culturais, e o Brasil mergulhava ainda mais no autoritarismo do regime militar com o AI-5, entrou no ar no Recife a TV Universitária (TVU), no canal 11. Com inauguração em 22 de novembro de 1968, foi a primeira emissora educativa do país, servindo como embrião para o sistema brasileiro de comunicação pública. Hoje, o veículo comemora 50 anos de existência com um evento aberto ao público em sua sede, localizada no número 68 da Avenida Norte, bairro de Santo Amaro, às 11h.

A confraternização contará com a presença do diretor da TVU, José Mário Austregésilo, o reitor da UFPE, Anísio Brasileiro, e diversos pró-reitores, com destaque para Décio Fonseca - do Centro Integrado de Tecnologia da Informação (Procit), que recentemente desenvolveu um aplicativo pelo qual é possível acessar a TVU: o UFPE Play. Também haverá um bolo com o novo símbolo da emissora. Os discursos exaltarão o pioneirismo do canal na teleducação, transmissões esportivas e telejornalismo, além de apontar os desafios para um futuro. 

A TVU passou por diversas fases ao longo dos anos. No início, tinha uma programação cultural com teleteatro, concertos clássicos, música popular, programas de entrevistas e debates, com destaque para Sala de visitas, Tempo de cinema e Mesa redonda. O caráter educativo veio com a exibição de cursos, documentários e aulas direcionadas também aos “telepostos” - nome dado aos pontos em que foram instalados mais de 500 aparelhos de TV, incluindo centros comunitários, escolas e presídios. Em julho deste ano, a história do veículo foi documentada no livro TVU Canal 11 - A primeira TV educativa do Brasil (Editoria UFPE), de Maria Clara Angeiras.

“É uma grande vitória comemorar 50 anos no ar. A emissora ultrapassou períodos de profundo abandono. Já teve até 300 funcionários, hoje conta com 75. É uma prova dessa capacidade que o povo nordestino tem de resistir”, diz José Mário Austregésilo, atual diretor da emissora. Ele ressalta a recente digitalização da emissora, com recursos captados durante a gestão do reitor Anísio Brasileiro, como um episódio vital para que o veículo continuasse sua missão de ampliar horizontes da educação e da cultura nordestina.

De acordo com ele, o potencial de transmissão já esteve em 6% do percentual, agora funciona em 100%. “A digitalização foi algo que conseguimos com muito esforço e dificuldade. Agora a TV está voltando à sua característica de mostrar a cara do povo nordestino. Isso é importante, porque a TV educativa é o reduto da TV pública, essencial para que consigamos veicular essa produção regional independente. Existem programas da Ancine voltados para isso. Também temos recebido apoio da TV Brasil. É preciso incentivar a produção local. Estamos abertos à sociedade civil para isso”, diz o diretor.

CONECTADA
Atualmente, a TVU Recife também pode sintonizada em streaming online (150.161.93.173/index6.html). Ainda na internet, mantém um canal no YouTube (youtube.com/tvurecife) e uma fanpage no Facebook (facebook.com/tvurecife). Zona multicor, Opinião Pernambuco e Sem censura são alguns destaques da programação. A emissora também é espaço para a prática profissional de estudantes com programa de bolsas para os cursos de Cinema e Audiovisual, Design, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, e Rádio, TV e Internet da UFPE.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas