Vila de Nazaré Virada cultural leva cordel e música ao Cabo de Santo Agostinho Programação toma conta da Vila de Nazaré, espaço histórico localizado entre as praias de Calhetas e Suape

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/10/2018 09:31 Atualizado em:

Jadson Lima vai declamar versos no lançamento de seu primeiro livro, Invernia. Foto: Jefte Amorim/Divulgação
Jadson Lima vai declamar versos no lançamento de seu primeiro livro, Invernia. Foto: Jefte Amorim/Divulgação

Música, cordel, declamação, lançamento de livros e brincadeiras para crianças vão tomar conta da Vila de Nazaré, espaço histórico localizado dentro do sítio ambiental e arqueológico do Armando Holanda Cavalcanti, entre as praias de Calhetas e Suape, no Cabo de Santo Agostinho. O oásis histórico do século 16 receberá a primeira edição da Virada Cultural da Vila de Nazaré nesta sexta e sábado, com uma programação realizada pela tarde e noite.

O evento gratuito é uma iniciativa independente fruto da parceria entre o espaço cultural Esperantivo - Casa, Comida e Cultura e do Teju Bar e Bistrô Sertão e Mar - todos localizados na Rua do Sol, principal vida da área histórica. Algumas atrações se apresentam dentro dos espaços, enquanto outras ocupam as ruínas do local para movimentar o espaço e cultura cabense.

Amanhã, quando será comemorado o Dia das Crianças, o poeta potiguar Davi Lima, de nove anos de idade, vai declamar o cordel inédito O passarinho só canta se tiver perto do ninho, que estará à venda no evento. Também haverá quebra-panela e brincadeiras, na rua. Quem desejar pode levar brinquedos que serão doados às crianças presentes na festa. O pai do poeta mirim, Jadson Lima, também vai declamar versos no lançamento de seu primeiro livro, Invernia. Em seguida, às 21h, a rua será tomada pelo tradicional Coco de Roda com o grupo Zabumba de Pontinha, em frente ao Bistrô Sertão & Mar.

No sábado, será a vez do Tropical Trio, que levará, a partir das 15h, clássicos do soul, funk, pop e reggae para o Teju Bar. De 20h, a banda de stoner rock Macunamassa (de Escada/PE) se apresenta no Quintal do Esperantivo - Casa, Comida e Cultura.

O Esperantivo, que leva esse nome para homenagear o poeta imortal da Academia Cabense de Letras (PE), funciona como um memorial da literatura de cordel. Por isso, toda a programação tem ligação com essa manifestação. “Queremos valorizar a cultural local, incentivando a cultura nordestina em um local que nos inspira muito”, diz Andrea Trigueiro, responsável pelo espaço.

"Com o feriadão, o movimento no litoral aumenta então também temos o objetivo de movimentar a economia local. Todos os comerciantes se mobilizam para vender produtos no evento, que já ocorreu antes, mas nunca como Virada Cultural”, completa.
 
Programação 

Sexta-feira
14h30 Abertura da Programação e declamação com poeta mirim Davi Lima (na sala em frente ao Esperantivo - Casa, 
Comida e Cultura)
16h Quebra-panela em celebração ao aniversário de Laura Firmino (na rua em frente ao Bistrô Sertão & Mar)
20h Declamação e lançamento do livro Invernia, do Poeta Jadson Lima (na rua em frente ao Esperantivo - Casa, Comida e Cultura)
21h Coco de Roda (na rua, em frente ao Bistrô Sertão & Mar)

Sábado
15h Banda Tropical Trio, com soul, funk, pop e reggae (no Quintal do Teju)
20h Macuna Convida Vol. 4 - Macunamassa Banda e Convidados (no Quintal do Esperantivo - Casa, Comida e Cultura)


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas