premiação Conheça os 22 filmes que podem representar o Brasil no Oscar 2019 A Comissão Especial de Seleção irá definir o representante em 11 de setembro

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 25/08/2018 11:38 Atualizado em: 25/08/2018 11:47

O grande circo místico, de Cacá Diegues. Foto: H2O Films/Divulgação
O grande circo místico, de Cacá Diegues. Foto: H2O Films/Divulgação

Começa a corrida do Brasil no Oscar 2019. Ao todo, 22 filmes nacionais disputam a chance de representar o país no maior evento de premiação do cinema mundial. Apenas um sairá vencedor, em 11 de setembro. Nomes de veteranos na praça, como de Cacá Diegues, competem ao lado de novos talentos, como Gabriela Amaral Almeida. 

Quem ocupar o lugar mais alto do pódio tem a chance de ganhar a famosa estatueta de ouro. Antes, haverá outra fase eliminatória. Do rol de produções que a Academia recebe, serão pré-selecionados um para cada país, até a garimpagem final na data de anúncio oficial dos indicados.

Além de estrear em terras estrangeiras, o filme com a missão de emplacar no Oscar deverá investir em publicidade nos exterior e conquistar a crítica norte-americana, e, quem sabe, do público em geral, pouco afeito a filmes produzidos fora dos Estados Unidos.

Todo ano, renovam-se as esperanças de o Brasil sair da cerimônia com um Oscar ao menos em mãos, o que nunca aconteceu em 90 anos de academia. Chegamos perto, é verdade: em 1960, o filme Orfeu do Carnaval venceu na melhor filme estrangeiro. Entretanto, o longa baseado em peça de Vinícius de Moraes estava representando a França, apesar de ser co-produzido no Brasil.

No ano passado, Bingo - O rei das manhãs, de Daniel Rezende, escolhido para representar o Brasil, nem sequer ficou entre os nove selecionados. 

A esperança é retomada em quatro documentários e 18 ficções. São nomes como O grande circo místico, de Diegues, que foi a Cannes, e Ferrugem, de Aly Muritiba, que pintou em Gramado e em Sundance. A fantasioso e inusitado As boa maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra, também está na seleção, assim como O animal cordial, de Gabriela Amaral Almeida.


Veja os 22 nomes que disputam a chance de concorrer ao Oscar
 
Além do homem
Direção: Willy Biondani.

Alguma coisa assim
Direção: Mariana Bastos e Esmir Filho

O animal cordial
Direção: Gabriela Amaral Almeida

Antes que eu me esqueça
Direção: Tiago Arakilian

As boas maneiras
Direção: Julia Rojas e Marco Dutra

Aos teus olhos
Direção: Carolina Jabor

Benzinho
Direção: Gustavo Pizzi

Canastra suja
Direção: Caio Sóh

O Caso do homem errado
Direção: Camila de Moraes

Como é cruel viver assim
Direção: Julia Rezende

Dedo na ferida
Direção: Silvio Tendler

O desmonte do monte
Direção: Sinai Sganzerla

Encantados
Direção: Tizuka Yamazaki

Entre irmãs
Direção: Breno Silveira

Ferrugem
Direção: Aly Muritiba

O grande circo místico
Direção: Cacá Diegues

Ex-pajé
Direção: Luiz Bolognesi

Não devore meu coração
Direção: Felipe Bragança

Paraíso perdido
Direção: Monique Gardenberg

Talvez uma história de amor
Direção: Rodrigo Spada Bernardo


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas