Literatura Pernambucanos lançam livro interativo sobre formas de enxergar a vida neste sábado Mala quadrada, cabeça quadrada será lançado no Recife, a partir das 14h, no Edf. Texas. Acesso é gratuito

Por: Júlia Galvão

Publicado em: 25/08/2018 09:36 Atualizado em: 25/08/2018 10:12

Foto: Divulgação/Caleidoscópio Editora (Foto: Divulgação/Caleidoscópio Editora)
Foto: Divulgação/Caleidoscópio Editora
“Até quando dá para uma vida inteira caber num mundo quadrado?”. Esse questionamento foi o pontapé inicial para os autores Patrícia Vasconcellos, Eduardo Souza e Gabriela Araujo criarem a narrativa do livro ilustrado Mala quadrada, cabeça quadrada. Após ser apresentado na Flip 2018, em julho, o livro será lançado neste sábado (25) no Recife, a partir das 14h, no Edf. Texas, bairro da Boa Vista. O acesso é gratuito. 

Utilizando de recursos gráficos da ilustração abstrata, a obra possui uma temática voltada à infância. A psicóloga, editora e escritora da Caleidoscópio Edições, Patrícia conta que o título surgiu a partir de uma viagem à Sibéria, na Rússia, em 2004. “Cheguei para conhecer o xamãs siberianos na República de Altai e estava nevando muito. Eu puxava uma mala enorme e quadrada, numa confusão e agonia, quando um xamã olhou para mim e disse em português capenga: “mala quadrada, cabeça quadrada”. Desde então, aquilo não saiu da cabeça da escritora. Foram muitos anos tentando ressignificar a frase a fim de transformar numa obra. 

O livro conta a história de uma menina que vivia em um mundo quadrado e fazia tudo de forma quadrada, até que, após um grande acontecimento, ela passa a enxergar redondo. Com um formato triangular, Mala quadrada, cabeça quadrada compreende o conceito dos toybooks (livro-brinquedo), originado em meados do século 19. A ideia é que o leitor mergulhe em diferentes narrativas, ora por sua linguagem, ora por suas ilustrações, ora pelo material. “O objetivo é transformar a concepção do leitor sobre o que pode ser o livro. Além de ler com o olhar, é preciso ler com o corpo: abrir, manusear e girar a obra para vivenciar a experiência de leitura completa”, explica Patrícia.

Além da sessão de autógrafos, a tarde do lançamento promete uma roda de diálogos com os autores. Juntos, eles vão poder compartilhar o processo de construção da obra, que, por sua vez, tem ganhado respaldo no mundo da ilustração brasileira. "Estamos dando um salto. Pernambuco está se consolidando fora do eixo Rio-São Paulo", pontua Patrícia.



SERVIÇO

Mala quadrada, cabeça quadrada, 48 pgs., Caleidoscópio Edições, Recife, 2018
Autores: Eduardo Souza (ilustrações), Gabriela Araujo (diagramação) e Patrícia Vasconcellos (texto);
A partir das 14h
Edf. Texas – Rua Rosário da Boa Vista, 163 – Boa Vista



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas