TV Especial sobre meninos presos em caverna na Tailândia já tem nome e data de estreia Os 12 jovens jogadores de futebol tailandeses e seu técnico, de 25 anos, ficaram presos em uma caverna e foram retirados após uma complexa operação de resgate

Por: Estado de Minas

Publicado em: 11/07/2018 15:15 Atualizado em:

o especial Operation cave rescue vai ao ar no próximo dia 13 de julho no canal americano. Foto: AFP PHOTO / ROYAL THAI NAVY
o especial Operation cave rescue vai ao ar no próximo dia 13 de julho no canal americano. Foto: AFP PHOTO / ROYAL THAI NAVY


Doze jovens jogadores de futebol tailandeses e seu técnico, de 25 anos, ficaram presos em uma caverna durante dez dias, após uma complexa operação de resgate que, apesar dos momentos dramáticos, teve um final feliz. Prato cheio para Hollywood, a história aconteceu de fato e agora irá ser transformada em especial no canal norte-americano Discovery, que saiu na frente da concorrência. 

Segundo o site Deadline, o especial já tem nome e data de estreia. Operation cave rescue (Operação resgate na caverna, em tedução livre), deve fazer crônica de todos os eventos do caso acompanhado de perto pelo mundo todo. O programa vai ao ar no próximo dia 13 de julho no canal americano - sem previsão de lançamento no Brasil. 

A rapidez do canal impressiona, já que o drama chegou ao fim nesta terça-feira (10/7). Todos sobreviveram e foram resgatados depois de 15 dias presos na caverna Tham Luang,  no norte do país, depois de serem surpreendidos por uma tempestade que alagou o local. 

FILME Além disso, dois produtores de Hollywood estiveram no local estudando as possibilidades de criar e filmar um roteiro baseado no caso. São eles Michael Scott e Adam Smith, donos da Pure Flix, que produziu Deus não está morto (2014). A ideia deles é já entrar em contato com familiares dos "Javalis Selvagens" - nome do time pelo qual os garotaos jogam - e também com membros da marinha tailandesa que participaram do resgate. 

"Eu vejo isso como um grande filme de Hollywood com os maiores astros do Cinema'', disse Scott à agência AAP. Perguntado se não era muito cedo para iniciar essa abordagem, levando em conta o risco que os meninos corriam e a tensão vivida pelos familiares, Smith justificou sua iniciativa: ''Haverá outras empresas de produção chegando, por isso temos que agir muito rapidamente'', informou o jornal inglês Daily Mail.  


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas