• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Dança Cais do Sertão tem aulão gratuito de forró, baião, xaxado e outros ritmos regionais Depois das atividades, participantes poderão visitar museu com entrada franca

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 13/03/2018 10:55 Atualizado em: 13/03/2018 11:13

Atividades serão realizadas na Praça do Juazeiro, na área externa do museu. Foto: Blenda Souto Maior/DP
Atividades serão realizadas na Praça do Juazeiro, na área externa do museu. Foto: Blenda Souto Maior/DP

Forró, coco, ciranda, baião, xaxado e outros ritmos regionais serão ensinados em uma aula gratuita promovida pelo museu Cais do Sertão nesta terça-feira (13). O evento, marcado para as 14h, é a primeira edição do projeto Imbalança da Dança, realizado pela instituição em parceria com a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, a Prefeitura do Recife, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos e a Ceasa com a intenção de promover a saúde por meios dos gêneros musicais do estado. 

As atividades serão realizadas na Praça do Juazeiro, área externa do museu, situado no Recife Antigo. O projeto deve ocorrer nas segundas terças-feiras de cada mês. A proposta é que, após os aulões, o público participante possa visitar o museu, usufruindo da gratuidade semanal neste dia. O museu abre de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados e domingos, das 13h às 17h. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia). 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

Inaugurado em 2014, o Cais do Sertão fica na Avenida Alfredo Lisboa, no Bairro do Recife, próximo ao Marco Zero. A local já passou semanas de portas fechadas por dificuldades estruturais e financeiras, sobretudo por atraso no pagamento dos funcionários. Seu acervo é dedicado à cultura sertaneja e à obra do cantor e compositor Luiz Gonzaga, com obras interativas dentro desta temática. 

Acompanhe o Viver no Facebook: 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas