• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Artes cênicas Dia Internacional da Mulher tem apresentações de teatro e dança homenageando ícones da arte e da militância 'Três mulheres e um bordado de sol', da Compassos Cia. da Dança e peça 'Soledad - a terra é fogo sob nossos pés', de Hilda Torres, tem sessões nesta quinta

Por: Isabelle Barros

Publicado em: 08/03/2018 15:30 Atualizado em:

'Três mulheres' homenageia legado de Edith Piaf, Clarice Lispector e Firda Kahlo. Crédito: Wellington Dantas/Divulgação
'Três mulheres' homenageia legado de Edith Piaf, Clarice Lispector e Firda Kahlo. Crédito: Wellington Dantas/Divulgação

No Dia Internacional da Mulher, o protagonismo feminino ganha mais espaço na agenda social ao redor do mundo e, no Recife, a data também não passa batido por quem produz cultura. Espetáculos, festas e eventos com várias linguagens estão marcados para hoje e têm o dia 8 de março como gancho para comemorar, protestar ou fazer refletir. Um dos exemplos é Três mulheres e um bordado de sol, da Compassos Cia. de Danças, que entrelaça a história de três criadoras renomadas - Clarice Lispector, Frida Kahlo e Edith Piaf e volta a entrar em temporada nesta quinta-feira na Caixa Cultural Recife (Avenida Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife). Os ingressos custam R$ 30 e R$ 15 (meia).

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

Literatura, música e artes visuais se tornaram as referências nas quais Patrícia Costa, Sandra Rino, Marcela Rabelo, Eron Vilar, Anderson Monteiro, Iago Peres, Júnior Foster e Raimundo Branco, também diretor e coreógrafo, mergulham. Entre as obras consultadas para a montagem, estão A paixão segundo G.H., de Clarice, além de cartas e diários escritos pelas três. A encenação embaralha presente e passado, dança e teatro em um ambiente intimista. A iluminação é operada pelos próprios bailarinos.

O espetáculo estreou em 2014 e continua com sua essência intocada, mas teve modificações práticas. Idealizado com palco em arena, desta vez a mobilidade do cenário e das pessoas é modificada para se adequar ao palco italiano, mais tradicional. A montagem, que quer mostrar o quanto o feminino tem muitas faces, conta com sessões até o próximo dia 17, de quinta a sábado, sempre às 20h. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia).

Já a programação da Semana Arte Mulher traz várias atrações diferentes em diversas linguagens artísticas, quase todas gratuitas. O Centro Apolo-Hermilo, na Rua do Apolo, vai concentrar as ações voltadas para artes cênicas. Às 20h, a atriz Hilda Torres apresenta o monólogo Soledad - a terra é fogo sob nossos pés, da Cia. Cria do Palco, sobre a militante paraguaia Soledad Barrett Viedma, morta em Pernambuco em 1973. A montagem tem cobrança de ingresso, a R$ 30 e R$ 15 (meia). Em seguida, às 21h30, está marcada a performance inédita Da pele - poesias dançadas, com Luna Vitrolira, Anne Costa, Luzii Santos e Dandara Marques. A ação assinala a arte como lugar de fortalecimento da mulher e de troca de experiências entre elas.

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas