• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Televisão Premiado filme pernambucano Aquarius será exibido na Globo Longa-metragem de Kleber Mendonça Filho estreou em 2016, durante o Festival de Cannes, na França

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 08/03/2018 09:31 Atualizado em: 08/03/2018 11:47

Filme, estrelado por Sonia Braga, ganhou destaque internacional. Foto: Vitrine Filmes/Divulgação
Filme, estrelado por Sonia Braga, ganhou destaque internacional. Foto: Vitrine Filmes/Divulgação

O filme Aquarius, do cineasta pernambucano Kleber Mendonça Filho, será exibido na TV aberta no próximo sábado (10), na Globo. O longa-metragem estrelado por Sonia Braga e ambientado no Recife será a atração do Supercine, à 0h40, logo após o programa Zero1, apresentado por Tiago Leifert na emissora. A produção já havia sido veiculada na TV por assinatura. 

Lançada em 2016, a produção narra a história de Clara (vivida por Sonia), jornalista aposentada, viúva e mãe de três filhos que se recusa a sair do apartamento em que vive na Avenida Boa Viagem, na Zona Sul da capital pernambucana, após insistentes investidas de uma construtora interessada em transformar o local em edifício de luxo. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

A trama estreou no Festival de Cannes, na França, com um protesto político contra o impeachment da então presidente Dilma Rousseff e ganhou destaque no circuito internacional, tendo passado por festivais em países como Polônia, Alemanha, Cuba, Austrália, Estados Unidos e Holanda. A revista francesa Cahiers du cinéma o elegeu o quarto melhor filme do ano e Associação Brasileira de Críticos de Cinema considerou o melhor filme brasileiro do ano. 

Aquarius também foi considerado o Melhor Filme Estrangeiro pelo Sindicato Francês da Crítica de Cinema a angariou indicações a prêmios renomados, como Spirit Awards, Associação Paulista de Críticos de Arte, Prêmio Íbero-Americano de Cine Fênix, Abraccine, César (considerado o "Oscar francês"), Prêmio Platino do Cinema e Prêmio Platino de Cinema Ibero-americano. 

Apesar do reconhecimento, o longa não foi escolhido pela Secretaria do Audiovisual, do Ministério da Cultura, para representar o Brasil na disputa pelo Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. A produção foi desbancada por O pequeno segredo, coprodução com a Nova Zelândia estrelada por Julia Lemmertz, atituda que foi atribuída a motivações políticas pelo protesto em Cannes. 

Assista ao trailer de Aquarius:


Acompanhe o Viver no Facebook



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas