• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Saiu! MC Loma divide vocais com as Gêmeas Lacração no clipe da música Na Vibe Vídeo foi gravado em uma ilha e tem sonoridade mais perto do funk

Por: Emannuel Bento - Diario de Pernambuco

Publicado em: 23/02/2018 19:15 Atualizado em: 23/02/2018 19:18

Meninas aparecem fantasiadas de serias. Foto: Instagram/Reprodução
Meninas aparecem fantasiadas de serias. Foto: Instagram/Reprodução


Cumprindo a promessa de lançar um novo clipe a cada semana, MC Loma e as Gêmeas lacração divulgaram o vídeo de Na vibe nesta sexta-feira (23). O segundo trabalho audiovisual oriundo do "projeto Checkmate" das pernambucanas é marcado pelo cenário paradisíaco de uma ilha próxima da praia de São Sebastião, no Litoral Norte de São Paulo. O lançamento desta vez também conta com os vocais das gêmeas, Mirella e Mariely Santos - que já mostraram um pouco de suas vozes como backvocals em Treme treme. A partir de então, as amigas da MC terão vocais na maioria das músicas.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

O vídeo ainda tem a participação do MC Leonni, um dos funkeiros do time da Start Music, empresa responsável por agenciar o trio - o paulista é intérprete de Estourou, uma das atuais apostas da gravadora. Ele parece logo no início, como um "náufrago" que tenta criar fogo a partir do atrito de duas pedras. Sua atividade é interrompida por Loma e as gêmeas, que aparecem procurando por "cebruthius" - palavra que é um dos bordões da pernambucana desde Meu ritmo, sua primeira canção.


Apesar de continuar apostando no tom cômico que tornou Loma popular no YouTube, a novidade contraria a simplicidade do clipe da semana passada com uma produção mais elaborada. Na vibe possui um certo investimento em elementos como cenário e fotografia - esta consegue captar a beleza do local, com imagens aéreas da ilha (embora repetidas mais de uma vez). As meninas vestem fantasias de sereia para fazer jus ao clima praiano da produção - ou referenciar o bordão "escama só de peixe" - e ora estão dentro d'água, ora em coreografias. Como esperado, elas também usam as tradicionais maquiagens de cor berrante.

A canção, por sua vez, é assinada por Torricelli, um dos produtores da Start Music. Para a segunda música do atual projeto, ele apostou em mais um brega-funk, tradicional ritmo da periferia do Recife que está ganhando visibilidade nacional devido ao sucesso da MC. Neste final de semana, Paloma, Mirella e Mariely farão um show em São Paulo e outro em Aracajú (SE). De acordo com a assessoria de imprensa do trio, elas estão com apresentações agendadas em todos finais de semana de março e abril. 

Escalada

Envolvimento, que foi lançado em 20 de janeiro, já soma mais de 33 milhões de visualizações e ganhou impulsão nacional depois de a produção caseira, criada como brincadeira de amigas, virar tema para um vídeo de Felipe Neto. O youtuber carioca foi o primeiro a definir o brega-funk como o "hit do carnaval". "É genial, ela é genial. Você vai ver. Kondzilla vai contratar no ato", apostou. 

Na sequência, Anitta, que já havia elogiado a música, fez três publicações na ferramenta Stories do Instagram imitando alguns trechos do clipe. Ela simulou uma ligação telefônica, na qual reproduziu sotaque e gíria pernambucanos, e dublou alguns versos, com montagem através da qual o rosto de Loma está sobre o corpo da carioca. "Envolvimento diferente eu ensino a vocês/ Eu vou sentar e vou quicar e vou descendo de uma vez/ Esse hit é chiclete, na sua mente vai ficar", diz a letra.

No domingo, pouco antes de subir ao palco do Olinda Beer, Anitta recebeu Roberta, Mirella e Mariely no camarim e anunciou, também através do Stories, a participação do trio no show como cantora e dançarinas, respectivamente. O dueto, entretanto, foi cancelado, porque MC Loma é menor de idade e não possuía autorização judicial. As três dançaram Envolvimento enquanto a artista de Vai malandra cantava. Antes, Wesley Safadão, no Olinda Beer, e Solange Almeida, no Bloco da Gia, haviam interpretaram o brega-funk.

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas