Arte Justiça libera peça com Jesus Cristo transexual 'Lampejos de justiça neste Brasil de trevas. Censura nunca mais!', comemorou a produção após a decisão

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 21/02/2018 09:24 Atualizado em:

Atriz trans Renata Carvalho estrela a peça. Foto: Facebook/Reprodução
Atriz trans Renata Carvalho estrela a peça. Foto: Facebook/Reprodução

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) derrubou a liminar que impedia a apresentação da peça O evangelho segundo Jesus, rainha do céu no Sesc Jundiaí, em setembro do ano passado. O espetáculo provocou polêmica e foi alvo de protestos por ter uma atriz transexual representando Jesus Cristo, ocasionando na impedição. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

A ação foi acatada pelo juiz Luiz Antonio de Campos Júnior, da 1º Vara Cível de Jundiaí, que decidiu em caráter liminar vetar a encenação com o argumento de que ridicularizava objetos "sagrados", como a cruz, e afetava a dignidade cristã. Á época, a produção da peça lamentou o ocorrido e atribuiu o cancelamento a um movimento articulado "por congregações religiosas, políticos e pelo TFP (Tradição, Família e Propriedade)". 

Na nova sentença, a 5ª Câmara de Direito Privado decidiu por unanimidade liberar a apresentação, já que o veto "feriu de morte a atividade artística da atriz transgênero que interpreta o personagem bíblico" e configurou censura. A produção é estrelada pela atriz Renata Carvalho e tem texto da escritora trans inglesa Jo Clifford, que se inspirou nas experiências pessoais com religião e redesignação sexual para compor o roteiro. "Lampejos de justiça neste Brazil de trevas. Censura nunca mais!", comemorou a página oficial da peça no Facebook. 

Acompanhe o Viver no Facebook: 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas