• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Televisão BBB18: Mahmoud teme que programa acabe com sua carreira de psicólogo Brother desabafou nesta segunda (5), dizendo não ter certeza se conseguirá continuar exercendo a profissão após sua participação no programa

Por: Estado de Minas

Publicado em: 06/02/2018 14:20 Atualizado em:

Mahmoud conquistou a primeira liderança do programa. Foto: Paulo Belote/Divulgação
Mahmoud conquistou a primeira liderança do programa. Foto: Paulo Belote/Divulgação

Com as emoções bastante desequilibradas desde que foi indicado ao paredão (com sete votos da casa) na noite de domingo (4), o professor, psicólogo e sexólogo Mahmoud começou a temer por seu futuro profissional, após a participação no BBB18. Ainda na noite de domingo, todos os confinados foram punidos com a ida para o Tá com nada. As geladeiras foram trancadas pela produção pelo fato de Mahmoud ter quebrado uma regra do programa e utilizado uma panela do Tá com tudo para fritar ovos. Antes, ele prometera se vingar dos votos recebidos para o paredão. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

Em conversa na cozinha com Gleici (que também está no paredão triplo, completado por Jaqueline) e Ana Clara, na tarde desta segunda (5), Mahmoud afirmou: "Não sei mais se vou conseguir exercer a profissão. Sexologia, ok. Mas psicologia...". Selecionado em Porto Velho (RO), onde vive atualmente, Mahmoud tem 27 anos, nasceu em Manaus e viveu dos 5 aos 19 anos em Beirute, no Líbado, sendo criado por tias e avós, segundo a produção do BBB. Líder na primeira semana, ele indicou Mara e Ana Paula ao paredão, porque se irritou com ambas. A primeira (que foi eliminada) ele acusou de ser conspiradora; a segunda o chamou de "viado".  

Na semana em que foi líder, durante uma conversa na varanda, Mahmoud afirmou que gostaria de ser "ou Nazaré Tedesco ou Félix", referindo-se a personagens vilões de tramas globais. Ana Clara, ao ouvir a tese do amigo de que sua participação no BBB poderia encerrar sua carreira de psicólogo pediu para ele "deixar de falar bobagem" e comentou que já fez terapia. "Eu achava que andava em círculos. Falava, falava, falava e não resolvia nada. Você fala mais do que escuta. O psicólogo não te responde as coisas. Te faz pensar", disse a filha da família Lima. 

Acompanhe o Viver no Facebook: 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas