• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Carnaval 2018 Dez razões para passar o carnaval no Recife e em Olinda A receptividade pernambucana, os shows gratuitos e o preço da cerveja estão entre os atrativos da folia no estado

Por: Matheus Rangel

Publicado em: 03/02/2018 14:00 Atualizado em:

Desfile dos bonecos gigantes, famoso ícones de Olinda. Foto: Acione Ferreira/DP
Desfile dos bonecos gigantes, famoso ícones de Olinda. Foto: Acione Ferreira/DP


Entre o sol fatigante nas ladeiras de Olinda e a brisa noturna - ainda que pouco eficiente ante ao calor humano - do Recife Antigo, o carnaval de Pernambuco toma forma na multiplicidade de elementos que o tornam tão especial. Chamado de maior e melhor em linha reta da América Latina, é mesmo difícil dizer o contrário. Os motivos estão contidos no grandioso grandioso espetáculo de cores, pessoas, sabores e sons que marcam a folia entre as cidades irmãs e se sobressaem aos desafios quase de sobrevivência encontrados pelo caminho. 

Confira dez motivos para passar o carnaval em Olinda e no Recife:

1. Bebida barata
Seja cerveja, axé, água ou drinks mais elaborados, tudo pode ser encontrado a um preço mais acessível no carnaval, basta saber procurar. E nem é preciso gastar muito tempo: como música para os ouvidos, os gritos anunciando que “3 é 10!” logo aparecem. Mas lembre-se: na matemática atrapalhada do carnaval, dinheiro trocado vale ouro e garante até promoção. 

2. Macaxeira com charque
A aposta mais certeira para aguentar o dia em Olinda é a macaxeira com charque, que pode ser encontrada em qualquer esquina. Saborosa, barata (geralmente, custa R$ 5) e prática, a iguaria “dá sustância” para o sobe-desce e estende o tempo entre uma refeição mais completa e outra. Também tem muito caldinho, pastel, coxinha, espetinhos e tapioca. 

3. Receptividade
Se precisar chegar a algum lugar, não ouse perguntar. A receptividade pernambucana é um dos destaques do carnaval, sobretudo para quem precisa navegar dentre as ladeiras, transitar entre um palco e outro do Recife Antigo ou achar um conhecido no Galo da Madrugada. 

4. Variedade de blocos
Se quiser, pode, mas não precisa criar uma planilha no excel para não perder o bloquinho. Em Olinda, são incontáveis deles, atravessando a multidão o tempo todo e em todo lugar. Certamente estarão tocando Morena tropicana ou o Hino do elefante de Olinda, mas o importante é curtir e até esquecer a programação. Também dá para pegar carona em uma fanfarra para abrir espaço em meio à multidão e se deslocar. 

5. Shows gratuitos
Há, sim, diversas festas privadas e camarotes confortáveis. O grande espetáculo, contudo, está do lado de fora. Nada paga a multiplicidade dos shows e da plateia que ocupam o Recife Antigo. Em Olinda, não custa nada estar nas ladeiras. Basta ajustar a programação de acordo com as preferências e aproveitar a programação completamente gratuita, sem falar no Galo da Madrugada, maior bloco carnavalesco do mundo. 

6. Diversidade de ritmos
Além de acessível, as atrações do carnaval em Olinda e, sobretudo, no Recife são diversificadas. Frevo e maracatu são reis, mas diversos artistas nacionais de diferentes gêneros subirão aos palcos espalhados pela cidade, desde o Marco Zero, o mais requisitado, até os polos descentralizados. A MPB de Nando Reis e o rock de Jota Quest, aliados ao tecnobrega de Gaby Amarantos, são amostras.

7. Criatividade
Fantasias caprichadas são uma característica do carnaval em todo lugar, mas, em Pernambuco, a criatividade é uma marca registrada. Vale se vestir como o personagem da série preferida, da novela, do filme, incorporar o meme ou apostar nas fantasias mais tradicionais. Pode até ir sem fantasia, mais uma vez, o importante é saber aproveitar e respeitar. 

8. Praias
O litoral pernambucano oferece diversas praias para vivenciar um intervalo na folia, para os que optam por não brincar todos os dias. É um bônus para quem vem de fora e pode aproveitar mais do que a festa. Algumas das mais procuradas, como Porto de Galinhas, também têm opções de folia. 

9. Outras opções
Quem tiver interesse em explorar outros aspectos do festejo de Momo no estado, pode também visitar outras cidades, próximas ao Grande Recife, famosas pelo carnaval. É o caso de Bezerros, repleta de Papangus, distante cerca de 1h30 da capital

10. Para vir com a família
Tanto o Recife quanto Olinda são ótimos destinos para brincar com a família. O Recife Antigo reserva diversos bloquinhos infantis, principalmente nas manhãs e nos finais de tarde, ideais para aproveitar com os pequenos. Também não é difícil encontrar mini foliões em Olinda, aproveitando desde cedo. 

Acompanhe o Viver no Facebook




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.



Últimas