• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Internet Cantor sertanejo Cristiano Neves homenageia filho de 27 anos morto em acidente: 'Só Deus sabe o quanto estou sofrendo' Adhemir Teixeira foi a única vítima fatal do acidente com a van que transportava banda do artista

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 02/02/2018 08:43 Atualizado em: 02/02/2018 08:53

Artista usou o Facebook para lamentar perda. Foto: Facebook/Reprodução
Artista usou o Facebook para lamentar perda. Foto: Facebook/Reprodução

O cantor sertanejo Cristiano Neves homenageou o filho, Adhemir Teixeira, morto na última terça-feira (30), em uma postagem no Facebook. O jovem, de 27 anos, foi vítima do acidente envolvendo a van em que estava ao lado do pai e sua banda na BR-135, no Sul do Piauí. De acordo com a Polícia Militar, a tragédia ocorreu quando o veículo perdeu o controle e saiu da pista. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

"É, cara, você para mim foi tudo de bom que Deus deixou na terra. Aprendi muito com você, foi minha vida, meu céu, meu ar que respiro 24 horas por dia da minha vida. Só Deus sabe meus sentimentos, o quanto estou sofrendo e quanto vou sofrer sem você do meu lado. São poucas as palavras que escrevo para falar que dessa pessoa que foi tudo. Um dia vamos nos encontrar e quero dizer o quanto te amei e sempre vou te amar", escreveu o artista. 

 

Na publicação, que alcançou mais de 15 mil curtidas, fãs se comoveram e deixaram comentários de luta. Também estavam no carro, além de Cristiano, pessoas identificadas como Lucas Wellington, Alex, César, Jardel (o motorista), Aurin e um homem conhecido como Nego. Eles sofreram ferimentos leves e foram levados ao Hospital Regional de Corrente, sem risco de vida. 

Logo após o acidente, Cristiano Neves gravou um vídeo no qual aparece sentado na cama do hospital, chorando, e lembrando dos momentos com o filho. "O Adhemir era a pessoa que eu mais amava na minha vida. Deus do Céu e da Terra, traz o Adhemir Deus. Meu senhor Jesus Cristo!", lamenta o cantor, cujo primeiro álbum foi lançado em 2002, incluindo faixas como Carta no quintal, Medo, Desliguei meu telefone, Cicatriz e Amar é isso. 

Assista ao vídeo: 

 

Acompanhe o Viver no Facebook: 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas