• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Carnaval Criança flagrada dançando frevo é convidada para o Encontro com Fátima No vídeo, que viralizou nas redes sociais, Davi aparece dançando em uma pequena participação no Pátio de São Pedro, na área central do Recife

Por: Samuel Calado

Publicado em: 01/02/2018 21:54 Atualizado em: 01/02/2018 23:17

Fotos: Globo/Divulgação e Caio Filippine/Divulgação
Fotos: Globo/Divulgação e Caio Filippine/Divulgação
O vídeo de uma criança dançando frevo no Pátio de São Pedro, no Centro do Recife, viralizou nas redes sociais nesta semana e chamou atenção da produção do programa Encontro com Fátima Bernardes da Rede Globo. Na noite desta quinta-feira, o pequeno Davi embarcou para o Rio de Janeiro junto com sua mãe, Rita de Cássia, e o seu professor de dança da Escola Municipal de Frevo, Werison Fidelis, para se apresentar no programa desta sexta-feira.



No vídeo, Davi aparece dançando em uma pequena participação no Pátio de São Pedro, na área central do Recife. Entre um passo e outro, a criança faz coreografias tão perfeitas como a de um passista profissional. Tudo isso diante de uma plateia impressionada com tamanho talento.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

Davi José, de 7 anos, mora com a família na comunidade da UR-5 no Ibura, Zona Sul do Recife. Ele tem o sonho de se tornar professor de Educação Física e passista reconhecido. A mãe, a dona de casa Rita de Cássia, 40, conta que desde recém-nascido o filho vibrava na frente da televisão assistindo às transmissões de carnaval. "Ele sempre gostou de frevo. Quando ganhou a primeira sobrinha chorou de tanta emoção". 

Nos dias de aula, mãe e filho precisam pegar dois ônibus e um metrô para chegar à escola de frevo, localizada no bairro da Encruzilhada, Zona Norte do Recife. "Todo esforço vale muito a pena. Ver meu filho no palco me deixa bastante emocionada. Quando percebi que esse era o sonho dele, larguei e resolvi me dedicar apenas a ele". 

O Professor Werison Fidelis, mais conhecido como Pinho, diz que é muito gratificante participar da formação da nova geração de passistas do frevo. "Ver histórias como as de Davi dar ânimo para continuar ensinando mesmo diante de tanta desvalorização com os profissionais de dança. O frevo é patrimônio, é história e tradição. Na sala de aula levo também os ensinamentos de outros mestres para dividir com os meus alunos".

Acompanhe o Viver no Facebook:
 
[VÍDEO1] 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Últimas